Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Revitalização de Bacias > Projeto 'Flutuantes' levará água da represa de Sobradinho para perímetros irrigados do Sertão de PE
Início do conteúdo da página

Projeto 'Flutuantes' levará água da represa de Sobradinho para perímetros irrigados do Sertão de PE

Publicado: Quarta, 08 de Setembro de 2021, 10h39 | Última atualização em Quarta, 08 de Setembro de 2021, 10h39 | Acessos: 22

Será feita captação de água do centro da barragem de Sobradinho-BA.
Codevasf recebeu mais de R$30 milhões do Ministério da Integração.

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2015/09/projeto-flutuantes-levara-agua-para-perimetros-irrigados-do-sertao-de-pe.html

Juliane Peixinho - Do G1 Petrolina

26/09/2015

Visita da Codevasf ao local da obra no lago de Sobradinho, na Bahia (Foto: Divulgação/ Codevasf)

Devido o déficit hídrico provocado pela estiagem dos últimos três anos e o maior consumo registrado nos meses de outubro, novembro e dezembro, o Ministério da Integração, através da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) decidiu investir mais de R$30 milhões no projeto 'Flutuantes', voltado ao Vale do São Francisco. A obra, que já começou, prevê a captação de água do centro da barragem de Sobradinho, na Bahia, destinando-a para um ponto de captação, chegando aos canais e assim levando água para os lotes dos perímetros irrigados da região. A obra tem duração prevista de 90 dias.

Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, o principal beneficiado é o Projeto Senador Nilo Coelho que fica na Zona Rural da cidade.  A área de aproximadamente 23 mil hectares possui plantações de manga, uva, coco, goiaba, banana e outras culturas. O projeto Flutuantes surge para assegurar o abastecimento de água e tranquilizar o produtor, fazendo que mantenha os planejamentos, sobretudo, com exportadores.

Uvas são produzidas nos perímetros irrigados em Petrolina (Foto: Amanda Franco/ G1)

De acordo com diretor da área de gestão dos empreendimentos de irrigação da Codevasf, Luis Napoleão Casado, este é um investimento alto, mas que leva em consideração uma situação emergencial e a importância dos perímetros irrigados para a região. “O projeto Senador Nilo Coelho gera mais de 60 mil empregos diretos e indiretos, benefeciando a população de 331 mil habitantes de Petrolina e 1 milhão de habitantes no Vale do São Francisco”, explica.

A ordem de serviço foi assinada na sexta-feira (18), em Sobradinho, na Bahia, e já está sendo feito o levantamento topográfico da área. “Faremos um canal que vai conduzir a água até um ponto de captação. O projeto tem três fases, uma de licitação, aterro e construção de canais e tubulações e as balsas/flutuantes. O investimentos das três etapas está estimado em R$25 milhões. A Codevasf recebeu o recurso do Ministério da Integração. A previsão é que a obra seja entregue em até 90 dias, mas a construtora pode acelerar e entregar antes do previsto e tudo pode ser concluído ainda em novembro”, relata.

Serão instaladas inicialmente oito balsas e oito bombas, contudo pode acontecer a ampliação e ser acrescentada mais oito bombas, como prevê o projeto inicial. Com a implantação do projeto, mais de 2 mil agricultores devem ser atendidos.

Saiba mais

Prevendo prejuízos com crise hídrica, produtores cobram flutuantes

Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.