Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Lista dos objetos > 8 - Cágado Cultural
Início do conteúdo da página

8 - Cágado Cultural

Publicado: Quinta, 11 de Julho de 2019, 11h10 | Última atualização em Quarta, 17 de Julho de 2019, 11h04 | Acessos: 485



Véio (Cícero Alves dos Santos)

Madeira policromada, 2005 
Nossa Senhora da Glória, Sergipe 



O Museu do Homem do Nordeste - Muhne realizou em 2005 o EcoFestival do Baixo São Francisco e assim foi montado Salão de Arte Popular do São Francisco - Polo Xingó, no qual contou com 71 peças dos diversos artesãos da região do baixo São Francisco, celeiro de rica produção na arte popular. Ainda em 2016 o Muhne adquiriu, para compor sua coleção de arte popular, todas as que fizeram parte do Salão. Na ocasião foram adquiridas duas obras de autoria do artista escultor Cícero Alves dos Santos, uma delas leva o título de “Cágado Cultural”. 

Cícero Alves dos Santos, o Véio (Nossa Senhora da Glória – SE, 1948). O nome foi em homenagem ao Padre Cícero, já o apelido recebeu ainda criança por gostar de ouvir histórias dos mais idosos. Autodidata, em seu trabalho o artista utiliza madeira, em formato original, para criar esculturas híbridas, de cores fortes, de diferentes dimensões, representando homens, mulheres, crianças, animais, que nos remete ao seu universo cultural e imaginário fantástico. Os personagens que produz têm vida e movimento, falam das alegrias e tristezas do sertanejo. A exemplo da peça Cágado Cultural, com as palavras do Veio explica que: “É como anda a cultura no Brasil. Devagar como um cágado”. 

Para o Museu do Homem do Nordeste a peça Cágado Cultural tem um valor estético, cultural, antropológico, na medida em que Cícero Alves dos Santos, o Véio, nos traz toda beleza de sua arte impactante, ao tempo que nos faz refletir sobre os problemas sociais e culturais pelos quais ainda passam grande parte do povo brasileiro. 

Síntese a partir do texto de autoria de Silvana Araújo para a publicação 40 Anos em 40 Peças, comemorativa aos 40 anos do Muhne, a ser lançada em breve.

Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.