Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Banco de dados da DIPES > Desemprego Sazonal na Atividade Açucareira Pernambucana: Zona Da Mata e Região Metropolitana do Recife.
Início do conteúdo da página

Desemprego Sazonal na Atividade Açucareira Pernambucana: Zona Da Mata e Região Metropolitana do Recife.

Publicado: Sexta, 15 de Janeiro de 2021, 13h51 | Última atualização em Sexta, 15 de Janeiro de 2021, 14h20 | Acessos: 169

Apresentação:

  A pesquisa “Desemprego Sazonal na Atividade Açucareira Pernambucana: Zona Da Mata e Região Metropolitana do Recife”, conduzida e desenvolvida pela Coordenação Geral de Estudos Econômicos e Populacionais (CGEP) da Diretoria de Pesquisa (DIPES) da Fundação Joaquim Nabuco tem como tema central o estudo do fenômeno do Desemprego Sazonal em áreas da atividade açucareira, mais especificamente na Zona da Mata pernambucana e em alguns municípios da RMR que têm expressiva produção de cana-de-açúcar.

  A metodologia elegida para o alcance dos objetivos delineados contemplou uma dupla abordagem onde, visando obter elementos de caráter mais quantitativo, optou-se pela realização de um levantamento amostral junto à população alvo do estudo: os trabalhadores temporários vinculados ao corte da cana-de-açúcar. No levantamento, o instrumento empregado foi um questionário e os dados foram levantados através de uma pesquisa de campo realizada em dezembro de 2006 pela DATAMÉTRICA Consultoria, Pesquisa e Telemarketing Ltda, sob supervisão da Copec - Coordenação de Pesquisa de Campo da Fundação Joaquim Nabuco.

  A abordagem quantitativa foi complementada por um outro tipo de inquérito que dedicou atenção aos fenômenos de ordem mais qualitativa, representando assim um segundo nível metodológico. Essa etapa se deu pela realização de entrevistas semi-estruturadas, sob a responsabilidade da equipe de pesquisadores da Fundaj, com representantes de Sindicatos, pessoal administrativo de Usinas de Açúcar, representantes de Igrejas e cortadores de cana.

  O universo amostral da pesquisa teve por base o documento “Relatório Encontro STRS Zona da Mata: Discussão Entressafra e Salário dos Canavieiros a partir de abril/2006”, fornecido pela Fetape - Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco. Nesse momento, foram identificados 9 (nove) municípios que respondem por aproximadamente 3/5 dos trabalhadores empregados (59,5%) na atividade canavieira no Estado, por ocasião da safra. O cálculo da amostra, portanto, foi feito tomando-se por base os nove municípios identificados, a saber: Goiana, Nazaré da Mata, Gameleira, Rio Formoso e Sirinhaém, Cabo de Santo Agostinho, Igarassu e Ipojuca, os quais agregam 18.600 trabalhadores temporários vinculados à atividade canavieira de um total de 31.258 existentes no Estado de Pernambuco.  Com a finalidade de representar o universo destes trabalhadores, utilizou-se a técnica de amostragem aleatória simples, em que cada unidade tem igual probabilidade de ser selecionado para compor a amostra. Assim, após cálculo, a amostra resultante para a pesquisa em tema registrou um total de 600 questionários. A alocação dos 600 questionários para entrevistas nos nove municípios já selecionados foi realizada mediante o princípio da alocação proporcional. As proporções adotadas referem-se ao percentual de participação dos trabalhadores de cada município em relação ao total do Estado. A partir das Tabelas 1 e 2, a seguir, é possível vislumbrar o cenário ora exposto.

CANA01 TAB

CANA02 TAB

  Paralelamente ao questionário, conforme já mencionado nessa apresentação e como um segundo nível da metodologia, foram efetuadas entrevistas semi-estruturadas com diversos atores envolvidos diretamente com a atividade do corte da cana-de-açúcar.

  O levantamento de dados também foi feito no mês de dezembro de 2006, sendo atribuição delegada à Fundaj. Para essa atividade a Coordenação de Pesquisa de Campo contou com o trabalho de uma pesquisadora e duas estagiárias, tendo sido realizadas 32 entrevistas, sendo 7 (sete) com representantes de Usinas, 9 (nove) com representantes de Sindicatos, 4 (quatro) com representantes de Igrejas e 12 (doze) com trabalhadores rurais.

Infográficos:

INFO 01 cana

 

INFO 02 CANA

INFO 03 CANA

INFO 04 CANA

 

Bancos de dados:

Base Cortadores de Cana

Dicionários:

Dicionário Cortadores de Cana

 

 

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.