Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Artigos - João Suassuna > Histórico de criação da Escola de Agronomia do Nordeste (EAN), atual Centro de Ciências Agrárias (CCA) – Areia PB
Início do conteúdo da página

Histórico de criação da Escola de Agronomia do Nordeste (EAN), atual Centro de Ciências Agrárias (CCA) – Areia PB

Publicado: Sexta, 23 de Outubro de 2020, 13h54 | Última atualização em Sexta, 23 de Outubro de 2020, 13h54 | Acessos: 505

O Centro de Ciências Agrárias da UFPB originou-se da antiga Escola de Agronomia da Parahyba, depois denominada Escola de Agronomia do Nordeste. A Escola de Agronomia da Parahyba foi criada pelo Decreto Estadual Nº 478, de 12 de janeiro de 1934, em regime de acordo entre os Governos Estadual e Federal. Esta criação foi referendada pelo Decreto Estadual Nº 696 de 02 de abril de 1936 que lhe deu o regulamento.

http://www.cca.ufpb.br/cca

22/04/2020

Foto 3.jpg TESOURO TOMBADO - 172 anos

UFPB/CCA - CAMPUS II

 HISTORIA - O Centro de Ciências Agrárias localiza-se no antigo Engenho Várzea, na cidade de Areia, situada na região do Brejo Paraibano, a uma altitude de 618m. Além das belas paisagens, a cidade de Areia apresenta um passado que a destaca pela sua participação na política, na educação e nas artes. Desde o século XIX, Areia se destaca no setor educacional e cultural, com a criação da primeira escola publica do Estado em 1822. O Centro de Ciências Agrárias da UFPB foi criado no dia 12 de março de 1934, através do Decreto Estadual N.º 478 e federalizado no  ano de 1950, Inicialmente, denominado Escola de Agronomia da Paraíba, depois Escola de Agronomia do Nordeste. Hoje, simplesmente Centro de Ciências Agrárias que nasceu do idealismo do Dr. José Américo de Almeida, Ministro da Viação e Obras Publicas do governo Provisório de 1932, chefiado pelo Exmo. Sr. Dr. Getulio Dornellas Vargas.

Foi inaugurada em 1º de abril de 1936, pelo Dr. José Sousa Maciel, Presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba e ocupando interinamente o governo do Estado.

Foi Federalizada a 16 de Janeiro de 1950, pela Lei Federal N.º 1955, passando ao domínio da União depois firmado acordo entre os governos Estadual e Federal a 08 de novembro de 1951. A criação desta Escola reveste-se de grande importância por ter sido o primeiro estabelecimento de Ensino Superior na área Civil da Paraíba, havendo antes apenas o funcionamento do Seminário Arquidiocesano, em 1894, com a instalação da Diocese da Paraíba.

A Escola de Agronomia iniciou suas atividades com o Curso Médio depois transformado em Curso Agro técnico e Curso Colegial Agrícola, extinto em 1971. Formou ao longo deste tempo 417 Técnicos Agrícolas. O primeiro Vestibular do Curso de Agronomia ocorreu no ano de 1937, e a primeira turma concluinte teve sua Colação de Grau realizada no dia 1º de dezembro de 1940, diplomando-se, na ocasião, 08 Engenheiros Agrônomos.

Considerando que a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), foi criada em 1955, o curso de Agronomia, criado em 1936,  é, portanto, o mais antigo curso superior da UFPB.

Em 1976, através da Resolução do Conselho Universitário da UFPB Nº 79, foi criado e instalado no CCA o Curso de Graduação em Zootecnia o qual foi reconhecido pela Portaria MEC Nº 63/80 de 15 de janeiro de 1980.

Em 1978, a antiga EAN passou a ser Centro de Ciências Agrárias  – CCA com 4 Departamentos: Fitotecnia, Zootecnia, Solos e Engenharia Rural e Ciências Fundamentais e Sociais, instalando sua primeira Diretoria em 18/12/1978.

Atualmente, cinco cursos de graduação são ministrados no Centro de Ciências Agrárias: Agronomia, Zootecnia, Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado), Química e Medicina Veterinária; Ensino de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão.

Fontes: http://www.cca.ufpb.br e arquivos particulares

Texto da secretaria de cultura de Areia

Fonte:
Pedro Juarez - Engenheiro Agrônomo, Turma de 1974 (EAN)

Postado há 22nd April por João Suassuna

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.