Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Ilustrações de livro que será lançado pela Editora Massangana ganham prêmio internacional
Início do conteúdo da página

Ilustrações de livro que será lançado pela Editora Massangana ganham prêmio internacional

Publicado: Segunda, 03 de Junho de 2019, 12h14 | Última atualização em Segunda, 03 de Junho de 2019, 12h14 | Acessos: 82

Os desenhos que Maurizio Manzo fez para ilustrar o livro Tudo Tem Cor, da Coleção Travessias, receberam reconhecimento no Festival de Ilustração da Sérvia   

O livro Tudo Tem Cor, de Sandro Sayão, ganhou prêmio de melhor ilustração na 8ª Edição do Festival Internacional de Ilustração de Livros BookILL Fest, da Sérvia. A edição será lançada pela Editora Massangana até o mês de setembro deste ano em Cabo Verde e é fruto da parceria da Fundação Joaquim Nabuco com a Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV).  

Entre 1.700 ilustrações de 27 países participantes, a ilustração de Maurizio Manzo foi uma das escolhidas. Mesmo o livro não tendo sido lançado ainda, o artista pôde mandar as ilustrações e concorrer ao prêmio. “Esse reconhecimento é muito bom diante de tantos outros participantes e, ainda mais, porque além de ser publicado no catálogo deles, as ilustrações também vão para Bienal de Ilustração Bratislava”, afirmou Maurizio. A Bienal de Ilustração Bratislava (BIB) é uma das mais antigas honras internacionais para ilustradores de livros infantis.

Cooperação entre Cabo Verde e Fundaj

A cooperação entre os dois países foi solicitada pela BNCV no ano passado. Posteriormente, a parceria foi firmada com a Fundaj, por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Foi em abril de 2018 que se deu o primeiro contato com os cabo-verdenses, quando a Fundação enviou uma equipe técnica para preparar um programa preliminar de curso, lá em Cabo Verde.

Após essa primeira visita, um plano de trabalho com as demandas identificadas foi criado. Em outubro, quatro funcionárias da BNCV vieram ao Brasil e se reuniram com parte da equipe da Fundaj para planejar atividades em cima de textos literários e livros infantis, com foco na atividade lúdica, criativa e de transformação. Isso tudo para ser desenvolvido posteriormente em Cabo Verde. Já em dezembro, uma equipe da Fundaj esteve em Cabo Verde oferecendo cursos de escrita criativa e Cultura de Paz na  Biblioteca Nacional. Até setembro, os livros para o auxílio na formação de leitores serão levados e lançados lá.

“Esse acordo é importante para difundir o conhecimento da casa, levar o saber acumulado daqui para um cenário internacional. Para Cabo Verde é bom porque supre uma demanda que eles têm, portanto, são benefícios mútuos”, afirmou o assessor institucional da Fundaj, Fábio Lucas.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página