Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Desastres da atividade de mineração em debate na Fundaj
Início do conteúdo da página

Desastres da atividade de mineração em debate na Fundaj

Publicado: Segunda, 06 de Mai de 2019, 17h24 | Última atualização em Segunda, 06 de Mai de 2019, 17h41 | Acessos: 228

A atividade faz parte da programação da exposição Minas e acontece na próxima quinta-feira (9), às 19h, na sala João Cardoso Ayres, no campus Derby

A artista visual Júlia Pontés e o defensor Público Federal Francisco Nóbrega participarão de debate sobre os desastres da atividade de mineração, no campus da Fundaj Derby, na próxima quinta-feira (9). Como parte da programação da exposição Minas, a Fundação Joaquim Nabuco, por meio da sua Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca), promove a troca entre as duas personalidades, que possuem vasto conhecimento na área. O evento será aberto ao público.

Além de artista visual, Júlia Pontés é ativista ambiental na região atingida pelos desastres recentes, em Minas Gerais. A obra da convidada participa da exposição Minas. Já Francisco Nóbrega tem atuado diretamente nos processos de reparação e indenização das vítimas do rompimento da barragem do Fundão, em Mariana, ocorrido em 2015.

Na ocasião, os convidados discutirão os mecanismos de representação artística e legais dos desastres humanos e ambientais relacionados às atividades de mineração, bem como os conflitos políticos e éticos a eles associados. “A ideia da programação é reunir duas pessoas de áreas diferentes, e que compartilham de vivências de um tema em comum. No debate, levantarão de que forma as propostas legais e a representação artística podem contribuir para os reparos dos desastres causados pelas minerações”, pontuou o curador Moacir dos Anjos.

 

Serviço

Fundação Joaquim Nabuco/ Derby

Dia: 09.05.2019

Hora: 19h

Sala João Cardoso Ayres

Rua Henrique Dias, 609 | 1° andar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página