Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > 121ª Reunião do Condir aprova nota técnica contra Projeto de Lei que ameaça acervo da Fundaj
Início do conteúdo da página

121ª Reunião do Condir aprova nota técnica contra Projeto de Lei que ameaça acervo da Fundaj

Publicado: Sexta, 01 de Outubro de 2021, 11h46 | Última atualização em Segunda, 18 de Outubro de 2021, 11h14 | Acessos: 166

Recriação da medalha Massangana e cooperação técnica com Oficina de Cerâmica Francisco Brennand também entraram na ordem do dia

A 121ª Reunião Ordinária do Conselho Diretor (Condir) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) ocorreu nesta quinta-feira (30) e tratou de diversos temas, desde a defesa do patrimônio da Fundaj à realização de parcerias com outras instituições. O encontro ocorreu por meio da plataforma Google Meet, e teve como destaque também a recriação da medalha Massangana e a aprovação do projeto de pesquisa sobre o polo de confecções do Agreste pernambucano.

O primeiro item discutido na ordem do dia foi sobre a nota técnica de manifestação de interesse da Fundaj em contrapor-se ao Projeto de Lei nº 1.427/2021, de autoria do Deputado Federal Christiano Áureo. No projeto em questão, o congressista propõe alterações na Lei nº 6.456, que incorpora o Museu do Açúcar e a custódia de seu patrimônio ao então Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, atual Fundação Joaquim Nabuco. O presidente da Casa, Antônio Campos ressaltou que esteve em Brasília para atuar sobre o tema em defesa da instituição. “Estive em Brasília no dia 21 de setembro e me reuni com o autor do projeto, o deputado Christino Áureo, e o relator, o deputado pernambucano Tadeu Alencar. Foi uma conversa importante, bastante produtiva, onde pude fazer uma defesa elaborada do trabalho da Fundaj. Tadeu Alencar já vem se pronunciando sobre o assunto e afirmando que, enquanto relator, vai se posicionar pela rejeição do projeto. Ele compreende que trata-se de um retrocesso e um verdadeiro ataque à memória do Nordeste e do Brasil”, afirmou. Ele ainda destacou outras ações da instituição para a conservação do acervo, como vistorias de incêndio e hidráulica.

Wagner Maciel, diretor de Formação Profissional e Inovação, foi o relator da nota técnica no Condir e ressaltou a importância da defesa do acervo da instituição. A nota técnica foi aprovada com unanimidade e o trabalho da procuradora da instituição, Márcia Teixeira, foi aplaudido por todos os conselheiros. O diretor da Dipes, Luís Henrique Romani, por sua vez, parabenizou a reação rápida da equipe da Casa e acrescentou: "É importante reforçarmos cada vez mais o nosso papel e fazermos cada vez mais entregas para que a sociedade entenda a função de uma instituição como essa”.

Medalha
A recriação da medalha Massangana foi a segunda pauta da ordem. O relator, o diretor de Memória, Educação, Cultura e Arte, Mário Hélio, destacou a importância da condecoração. A medalha foi criada em 1973 pelo Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais e tinha como objetivo reconhecer e homenagear pessoas que contribuem para o desenvolvimento social a partir das ciências e artes. “É uma memória para resgatar nosso passado e reconhecer instituições e personalidades do nosso presente e futuro”, parabenizou Wagner Maciel após a leitura do parecer.

Pesquisa
O projeto de pesquisa “O polo de confecções do Agreste Pernambucano e as bases para um sistema territorial de inovação” foi outro tópico abordado na ordem do dia da reunião do Condir. O relator Mário Hélio explicou o projeto da pesquisadora Drª Luciana Elizabeth da Mota Távora, que tem como objetivo geral “mapear o perfil das instituições científicas, tecnológicas e inovativas presentes em Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe e verificar a dinâmica interativa entre essas instituições em favor do desenvolvimento, apropriação e difusão de inovações”.

Todos os membros do Conselho Diretor se mostraram favoráveis à proposta, considerando que a Fundaj já realizou pesquisa na região, que tem grande relevância cultural e econômica no país. “Que essa pesquisa sirva de divulgação e compartilhamento com instituições de todas as esferas como importante consulta de informações e dados para a sociedade e para a região”, acrescentou Wagner Maciel.

Cooperação Técnica
Luís Henrique Romani leu o parecer da proposta de Acordo de Cooperação Técnica entre Fundaj e o Instituto Oficina Cerâmica Francisco Brennand. O item sugere a realização do Ocupa Fundaj, projeto conjunto com seis dias de duração, realização de seminários internacionais, mostra de cinema e outras ações culturais. O acordo também foi aprovado com unanimidade e celebrado pelo conselho. Outro acordo de cooperação técnica foi aprovado na reunião. Esta segunda proposta é entre a Fundaj e a Prefeitura de Ipojuca e tem como objetivo uma parceria educacional na formação de professores por meio de capacitações, projetos culturais e socioambientais.

Planos
Seguindo a pauta, o diretor de Planejamento e Administração (Diplad), Allan Araújo, fez a leitura da proposta de aprovação de atualização do Plano de Integridade da instituição. O Plano tem por objetivo promover um ambiente de integridade na Casa a partir de elevados padrões de ética e probidade para uma governança mais eficiente e transparente. Ele propõe que sejam traçadas estratégias e ações voltadas para a disseminação da cultura de integridade, com a adoção de medidas institucionais voltadas para a prevenção, detecção, punição e remediação de fraudes e atos de corrupção. Todos os conselheiros aprovaram o item.

A Atualização do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação foi outro item da ordem do dia. O relator, Luís Henrique Romani, destacou a importância de investimentos e ações que envolvam as tecnologias da informação e comunicação para que a Fundaj mantenha-se tecnologicamente atualizada. Todos foram favoráveis à ordem.

O Conselho Diretor votou em favor, ainda, da classificação do nível de risco pela alta gestão dos 25 macroprocessos das diretorias finalísticas. O mapeamento foi realizado junto à CGU e reunido em uma planilha consolidada com as classificações do nível dos riscos de cada área finalística. A ordem do dia ainda tratou das normas para solicitação de afastamento para participação em programa de pós-graduação Strictu Sensu de servidores da Casa.

Assuntos de ordem geral
Dentre os assuntos de ordem geral, o Conselho Diretor tratou do regime de trabalho, da vistoria preventiva da parte elétrica e hidráulica da Fundaj e da participação da Fundaj na 13ª Bienal Internacional do Livro em Pernambuco.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.