Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Palestra e atividades integrativas marcam campanha de Setembro Amarelo na Fundaj
Início do conteúdo da página

Palestra e atividades integrativas marcam campanha de Setembro Amarelo na Fundaj

Publicado: Quinta, 09 de Setembro de 2021, 15h40 | Última atualização em Sexta, 10 de Setembro de 2021, 10h41 | Acessos: 90

Conversa sobre “Depressão em tempos de pandemia” e atividades práticas ao longo do mês compõem a agenda do mês de prevenção ao suicídio na instituição

Os cenários de isolamento social, medidas restritivas e mudanças na rotina vem deixando sequelas na saúde mental de quem enfrenta a pandemia da Covid-19. O Brasil segue liderando casos de depressão e ansiedade durante o período, segundo pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) em onze países. Desde 2014, a campanha Setembro Amarelo busca chamar a atenção para pautas ligadas a transtornos psíquicos, abordando temas que, quando tratados como tabu, dificultam a percepção de quando é necessário pedir ou oferecer ajuda.

Na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), o mês dedicado à prevenção ao suicídio contará com uma programação voltada para saúde mental e bem estar de seus colaboradores."É importante fazer com que as pessoas se sintam confortáveis para falar, e acima de tudo, serem ouvidas. É necessário, enquanto instituição, sermos um canal de acolhimento e compreensão para nossos colaboradores. A prevenção ao suicídio está nos pequenos atos. Precisamos nos permitir dizer: está tudo bem em não estar bem, “ explicou a coordenadora de Planejamento e Gestão de Pessoas da Fundaj, Mary Ann Pimentel.

No dia 23 de setembro, o Cinema da Fundação/Museu recebe a palestra “Depressão em tempos de pandemia”, com a neuropsicóloga Ana Katarina e a acupunturista Simone Lacerda.
Sobre o tema, a psicóloga afirma: “Com a pandemia, os quadros depressivos tiveram um aumento considerável fatores que contribuem para isso, se fala sobre uma possível ação do vírus no sistema nervoso central, além das experiências traumáticas vivenciadas pelo indivíduo, como a perda de pessoas próximas, ou mesmo com os internamentos, cuja angústia se instaura tanto no paciente como em seus familiares.” A perda de renda e a interrupção de A perda de renda e a interrupção de serviços essenciais de saúde mental também colaboram para o resultado negativo, explica.

Para o alívio do stress e ansiedade, práticas integrativas da terapia oriental como exercícios para respiração, massagens e reflexologia podal serão oferecidas aos servidores ao longo de setembro no jardim do Museu do Homem do Nordeste pela acupunturista Simone Lucena, que fala de seus benefícios: "A pessoa poderá se conectar com suas emoções, pensamentos, sentimentos e acalmar a mente, trazendo o corpo para o equilíbrio. As técnicas também ajudarão a nutrir órgãos e assim prevenir doenças”

Serviço

Palestra

“Depressão em tempos de pandemia”

23/09
14h

Com a psicóloga clínica e neuropsicóloga Ana Katarina e a acupunturista Simone Lucena

Práticas integrativas

Presencial:

10/09 Práticas de respiração
Local: Jardins do Museu do Homem do Nordeste
Hora: 10h às 11h
15h às 16h

17/09 Práticas de QiGong
Local: Jardins do Museu do Homem do Nordeste
Hora: 10h às 11h
15h às 16h

24/09 Reflexologia podal*
Local: Laborarte
Hora: 9 às 12h
13 às 16h

01/10 Massagem oriental*
Local: Laborarte
Hora:9 às 12h
13 às 16h

*Atendimento de até 3 pessoas por hora nas duas últimas atividades

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.