Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Fundaj e Instituto de Inovação e Economia Circular firmam acordo de cooperação técnica
Início do conteúdo da página

Fundaj e Instituto de Inovação e Economia Circular firmam acordo de cooperação técnica

Publicado: Quinta, 15 de Julho de 2021, 23h16 | Última atualização em Quinta, 15 de Julho de 2021, 23h16 | Acessos: 90

Protocolo define que resíduo eletrônico da Fundaj será descartado com segurança e, em determinados casos, restaurado

A Fundação Joaquim Nabuco e o Instituto de Inovação e Economia Circular (IEC), do Centro de Recondicionamento de Computadores de Pernambuco (CRC-PE), firmaram acordo de cooperação técnica nesta quinta-feira (15), na sede da Fundaj, no bairro de Casa Forte. A ocasião foi marcada por assinatura de protocolo entre o presidente da Fundaj, Antônio Campos, e o fundador do IEC-CRC, Sávio França, e presidida pelo Ministro de Estado da Educação, Milton Ribeiro. A ação integra o Plano de Sustentabilidade Ambiental da Fundação, com a expectativa de que até 2023 a instituição seja reconhecida pela comunidade acadêmica, pelo setor público e pela sociedade civil por projetos que trabalhem a interdependência entre meio ambiente, educação e cultura.

“Esse convênio de concessão social com o IEC tem um grande significado é mais uma forma de nos comprometermos com o futuro da nossa população e efetuar a Economia Circular. Essa também é uma excelente oportunidade para incentivar outras entidades a fazer o descarte inteligente de resíduos eletrônicos”, destacou Campos. A principal finalidade do acordo é fazer o descarte seguro e, quando possível, o restauro desses equipamentos.

O Instituto de Inovação e Economia Circular recolhe eletrônicos descartados e, por meio do projeto do Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC), atua na agenda de inclusão social. A maior parte dos equipamentos não pode ser restaurada, mas cerca de 10% deles são reaproveitados e doados para ONGs. O CRC estima que somente em 2020 cerca de 17 mil pessoas foram qualificadas, 300 entidades foram beneficiadas com kits de computadores remanufaturados e mais de 1 mil toneladas de lixo eletrônico foram recebidos.

"O acordo vai contemplar o descarte de todos os bens antieconômicos, inservíveis e/ou ociosos da Fundação Joaquim Nabuco. Além disso, ele está diretamente ligado ao desenvolvimento da nossa tecnologia social, o CRC. Nós vamos atuar realizando formações de jovens e adultos em áreas como tecnologia, economia circular e remanufatura. Esse é um ponto de partida para a realização de uma série de ações que, no seu grande arcabouço, são de impacto socioambiental. Esperamos que essa experiência sirva de exemplo”, explicou Sávio França.

Plano de Sustentabilidade Ambiental
Além do acordo de cooperação técnica com o IEC, o Plano de Sustentabilidade Ambiental da Fundaj inclui outras medidas. Uma delas é a adoção de documentação eletrônica, que vai eliminar a impressão de arquivos como relatórios e textos e, consequentemente, diminuir a quantidade de papel descartado pela instituição.

O plano conta com diretrizes e metodologias a serem adotadas por todos os campi, como a instalação de pontos de coleta seletiva e de sistema de reúso de água, campanha educativa com os servidores, terceirizados e estagiários sobre economia de energia elétrica e papel e distribuição de canecas ecológicas para os mesmos, eliminando o uso de copos descartáveis.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.