Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Dois anos à frente da Fundaj
Início do conteúdo da página

Dois anos à frente da Fundaj

Publicado: Segunda, 07 de Junho de 2021, 11h44 | Última atualização em Segunda, 07 de Junho de 2021, 11h45 | Acessos: 48

São 731 dias presidindo a Fundação Joaquim Nabuco, instituição vinculada ao Ministério da Educação. Nesses dois anos de gestão, fizemos grandes agendas e enfrentamos adversidades, sendo a maior delas a pandemia da Covid-19. Atentos à vida de nossos colaboradores, fomos a primeira instituição pública em Pernambuco a adotar o regime híbrido de trabalho e a fechar os equipamentos culturais ao público, logo que foi decretada a pandemia.

Nos adaptamos, reagimos e seguimos realizando seminários, festivais, cursos, pesquisas e lançamentos de livros e premiações. Fechamos 2020 com 236 eventos, sendo 202 deles virtuais. Conseguimos superar 2019, quando realizamos 182 agendas institucionais. Ao longo dessa gestão, a Fundação vem cumprindo seu caráter multidisciplinar, realizando pesquisas sociais, projetos de promoção à educação e preservação da memória e das manifestações culturais da Região Nordeste, sua área de atuação.

Já no primeiro ano de gestão, celebramos juntos os 70 anos da Fundação e os 40 anos do Museu do Homem do Nordeste. Marcamos presença em agendas importantes, como a Bienal do Livro de Pernambuco e a Fenearte. Realizamos o Seminário Internacional Casa-Grande Severina: 120 anos de Gilberto Freyre, 100 anos de João Cabral de Melo Neto, uma celebração ao sociólogo fundador desta Casa e ao poeta pernambucano.

Listo aqui também alguns dos trabalhos que trouxeram visibilidade nacional e internacional à Instituição. A Festa Digital do Livro, a nacionalização do Projeto Alumiar, o ciclo de debates Grandes Personalidades da História do Nordeste, o Prêmio Delmiro Gouveia de Economia Criativa e a pesquisa Impactos Socioeconômicos e Ambientais da Contaminação por Petróleo nas Praias do Litoral da Região Nordeste do Brasil, a maior já realizada sobre o tema.

Internamente, melhoramos nossos mecanismos de administração, com a criação do Comitê de Governança, Riscos e Controles da Fundaj, uma mostra do comprometimento em identificar e impedir riscos à integridade desta Casa. Melhoramos e ampliamos também nossa infraestrutura, com o lançamento do Complexo Cultural Gilberto Freyre, a reforma no Museu do Homem do Nordeste e uma sala de cinema no Porto Digital. Quando uma Instituição cresce, crescem também os que fazem parte dela. Crescemos todos nós. Dedico e agradeço a todos vocês que fazem a Fundaj e ao Ministério da Educação, na pessoa do Ministro Milton Ribeiro, pelo êxito alcançado.

Antônio Campos,
Presidente da Fundação Joaquim Nabuco

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.