Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > 5ª edição do Domingo dos Pequenos no ano reflete sobre a Consciência Negra de forma lúdica
Início do conteúdo da página

5ª edição do Domingo dos Pequenos no ano reflete sobre a Consciência Negra de forma lúdica

Publicado: Quinta, 19 de Novembro de 2020, 16h50 | Última atualização em Quinta, 19 de Novembro de 2020, 16h53 | Acessos: 92


Educativo do Muhne promove oficina e contação de história em seu perfil do Instagram para homenagear o Dia da Consciência Negra


Por que mês da Consciência Negra e não da consciência humana? A partir desse questionamento, o Educativo do Museu do Homem do Nordeste (Muhne) realizará a 5ª edição do Domingo dos Pequenos no ano, com ações educativas para além do Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. As atividades para a criançada serão publicadas no Instagram do Muhne (IGTV - @museudohomemdonordeste), no dia 22 de novembro.

A programação conta com oficina de confecção de um jogo africano e contação de história - autoria de Gercilga de Almeida, manipulação do educador do Muhne Emerson Santos e narração da educadora do Muhne Olga dos Santos, ambos executaram o projeto. Para a realização do jogo é preciso de uma caixa de ovos de meia dúzia, tesoura, 48 grãos de feijão e dois potinhos plásticos ou sobras da caixa de ovo, caso ela seja para mais ovos.

''O jogo africano chama-se Mancala, que é um dos brinquedos africanos mais conhecidos. A palavra se refere ao nome de uma planta rara cujas sementes são  utilizadas para o jogo e o seu nome significa mover. O jogo varia de nome conforme a região onde é jogado, passando por exemplo por Aware, no Burkina, Adi, no Benin, Baulé, na Costa do Marfim'', explica Olga, também apresentadora desta oficina.

“Já a contação de história é sobre Bruna e sua galinha d’angola. Ela era uma menina que se sentia muito sozinha e que gostava quando sua avó, que veio da África, lhe contava histórias. Na atividade, o público poderá conhecer sobre a cultura afro, seus costumes e valores, especialmente do país de Angola, onde se desenrola a narrativa'', completa.

Celebrado por ocasião da data de morte do alagoano Zumbi dos Palmares (1655-1695), ícone da resistência negra à escravidão no Brasil, o Dia da Consciência Negra representa o passado e o presente de lutas de um povo. Como Casa que leva o nome do abolicionista Joaquim Nabuco, o Museu do Homem do Nordeste reforca a necessidade da realização de práticas e políticas públicas que contribuam para a construção de uma sociedade igualitária.

“O Domingo dos Pequenos reflete sobre a importância e as influências de um povo na sociedade brasileira. Neste domingo (22), as crianças poderão participar de oficinas gratuitas que dialogam com a temática. Buscamos trazer de forma lúdica informações a respeito da contribuição do povo afro-brasileiro na construção da identidade nacional”, pontua a coordenadora de Ações do Educativo do Muhne, Edna Silva.

 



Serviço

5ª edição do Domingo dos Pequenos

Data: 22 de novembro de 2020

Plataforma: perfil do Muhne no Instagram (IGTV - museudohomemdonordeste)

Programação

Oficina de confecção do jogo africano Mancala

Apresentação: Olga Santos (educadora do Muhne)


Contação de história

História: Bruna e a galinha d’angola
Autora: Gercilga de Almeida
Execução do projeto: Olga dos Santos (educadora do Muhne) e Emerson Pontes (educador do Muhne)
Manipulação: Emerson Pontes
Narração: Olga dos Santos

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.