Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Educativo do Muhne promove atividades de ensino e aprendizagem em homenagem ao Dia Nacional da Alfabetização
Início do conteúdo da página

Educativo do Muhne promove atividades de ensino e aprendizagem em homenagem ao Dia Nacional da Alfabetização

Publicado: Quinta, 12 de Novembro de 2020, 13h49 | Última atualização em Quinta, 12 de Novembro de 2020, 15h07 | Acessos: 59

Programação acontece de 12 a 20 de novembro, no perfil do Museu do Homem do Nordeste e do Engenho Massagana no Instagram
 
A alfabetização não se baseia apenas no ato de ler e escrever, mas também no desenvolvimento da capacidade de compreensão, interpretação e produção de conhecimento. A partir disso, o Educativo do Museu do Homem do Nordeste (Muhne) e do Engenho Massangana realiza uma série de atividades educativas em homenagem ao Dia Nacional da Alfabetização, comemorado no dia 14 de novembro. A programação conversa com o Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 deste mês em memória ao legado de Zumbi dos Palmares. A programação da Semana da Alfabetização começa nesta quinta-feira, 12 de novembro, e vai até a próxima sexta-feira (20). Os conteúdos serão publicados no Feed e no IGTV do Instagram do Muhne (@museudohomemdonordeste) e do Engenho (@engenhomassangana).
 
"Enquanto espaço de parceria com escolas públicas e particulares, associações de bairro e ONGs, lançamos uma programação que traz possibilidade de processos educativos para o público geral. Elaboramos atividades que mostram diferentes meios de processo de ensino e aprendizagem a partir do diálogo. O Muhne e o Engenho perguntam, escutam e buscam contribuir com a construção de um país consciente dos seus valores, diferenças e múltiplas compreensões", afirma a coordenadora de Ações Educativas do Muhne, Edna Silva.
 
As atividades elaboradas pela equipe do Educativo do Muhne estimulam o aprendizado e o desenvolvimento de novas capacidades, além de proporcionar diversão, interação e integração.
 
"As pessoas que fizeram essa programação também são professores/as, educadores/as e estudantes, então é o momento de juntos construirmos novas oportunidades de atuações, abraçando cada vez mais o diferente e nunca deixando de lado a consciência crítica. O mundo atual exige cada vez mais um olhar de generosidade, atenção plural e respeito pelos diferentes processos", comentou Edna Silva.
 
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem mais de 11 milhões de analfabetos. Além das diferenças entre as idades, existem desigualdades raciais e regionais na alfabetização no país. "Temos crianças, adolescentes, adultos e idosos com diversas experiências a cerca do processo de alfabetização, que deveria se consolidar na infância, mas, em razão de diferentes vivências, em alguns casos só começa na fase adulta", pontuou Edna.
 
Este ano, a Fundação Joaquim Nabuco e o Museu do Homem do Nordeste já haviam promovido um evento online em comemoração ao Dia Internacional da Alfabetização, celebrado no dia 8 de setembro.
 
Serviço
 
Data: 12 a 20 de novembro
 
Plataforma: Instagram do Museu do Homem do Nordeste e do Engenho Massangana (publicações no Feed e no IGTV)
 
 
Programação da Semana da Alfabetização
 
 
Museu do Homem do Nordeste (@museudohomemdonordeste)
 
 
12/11 (quinta-feira)
 
Manhã
 
Vídeo introdutório sobre as datas e convite para acompanhar as atividades (IGTV/YouTube);
 
Negritude na Ciência: Mae Jemison
 
Tarde
 
Educativo Indica: Ubira Machado
 
 
13/11 (sexta-feira)
 
Manhã
 
Negritude na Ciência: André Rebouças
 

Tarde
 
Educativo Indica: Chris Mendes;
 
Oficina de História em Quadrinhos (IGTV/YouTube)
 
 
14/11 (sábado)
 
Manhã
 
Negritude na Ciência: Patricia Bath
 

Tarde

 
Educativo Indica: Kemla Baptista;
 
Poesia Sensorial - Educação dos Sentidos (IGTV/YouTube);
 
A importância da alfabetização (IGTV/YouTube)
 
 
 
Engenho Massagana (@engenhomassagana)
 
 
12/11 (quinta-feira)
 
Manhã
 
Vídeo introdutório (IGTV/YouTube)
 

Tarde
 
Você conhece? Anafalbetismo no Brasil segundo o IBGE
 
 
13/11 (sexta-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Psicólogo, professor, escritor e radialista Lepê Correa
 

Tarde
 
ABC da Resistência: A, B e C
 
 
14/11 (sábado)
 
Manhã
 
Você conhece? Poetiza, jornalista, cantora e atriz brasileira Elisa Lucinda
 

Tarde
 
ABC da Resistência: D, E e F
 
 
15/11 (domingo)

Manhã

Você conhece? Antonieta de Barros, a primeira mulher negra eleita deputada estadual no Brasil
 

Tarde
 
ABC da Resistência: G,H e I

 

16/11 (segunda-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Estudante de medicina, fisioterapeuta campista e ativista negro Fred William Nicácio
 
Tarde
 
ABC da Resistência: J, K e L

17/11 (terça-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Mestra em linguística e poeta Odalita Alves
 
Tarde
 
ABC da Resistência: M, N e O;
 
Sarau (IGTV)
 
18/11 (quarta-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Miró da Muribeca, poeta pernambucano
 
Tarde
 
ABC da Resistência: P, Q e R; 
 
Sarau (IGTV)
 
19/11 (quinta-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Poeta, professor de literatura, músico e escritor Carlos Machado;
 
Educativo Indica: artesã cabense Beatriz Souza
 
Tarde
 
ABC da Resistência: S, T e U;
Sarau (IGTV)
 
20/11 (sexta-feira)
 
Manhã
 
Você conhece? Escritora brasileira Carolina Maria de Jesus
 
Tarde
 
ABC da Resistência: V, X, Y e Z
 
Sarau
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.