Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Em live da Fundaj, chef que participou de reality fala de comida pernambucana
Início do conteúdo da página

Em live da Fundaj, chef que participou de reality fala de comida pernambucana

Publicado: Quarta, 14 de Outubro de 2020, 11h23 | Última atualização em Quarta, 14 de Outubro de 2020, 11h23 | Acessos: 41

Papo de cozinha recebe o cozinheiro Thiago das Chagas, no dia 19, às 19h, que comenta o reposicionamento da culinária do Estado

Que elementos perpassam as culinárias nordestinas? Desde o lançamento do livro Nordeste: identidade comestível (Editora Massangana, 2020), diversas iniciativas têm sido promovidas para ampliar a discussão. O título é fruto de pesquisa do Museu do Homem do Nordeste (Muhne), da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), assinada pelo jornalista Bruno Albertim. No próximo dia 19 de outubro, às 19h, o equipamento cultural recebe para um bate-papo o chef pernambucano Thiago das Chagas, participante da última edição do reality Mestre do Sabor, exibido pela Rede Globo.

Com transmissão via Instagram (@museudohomemdonordeste), a live ‘Etnogastronomia nordestina: um papo com Thiago das Chagas’ contará com a mediação da educadora Nathalie Alves. O momento é uma produção da equipe do Educativo do Muhne. “Queremos ouvir quem compartilha da ideia de que o que a gente come diz também sobre quem a gente é, alguém que faz a comida e defende os hábitos alimentares do Nordeste. Assim, contamos que haja uma melhor compreensão da relação dos que foram, que estão e que virão”, explica a coordenadora de Ações Educativas do Muhne, Edna Silva.

Das Chagas é chef dos restaurantes Reteteu Comida Honesta, no bairro da Encruzilhada, Zona Norte do Recife, e São Pedro, no pátio homônimo na ilha de Santo Antônio, também na capital pernambucana. Avesso à expressão ‘culinária regional’, ele explica que a cozinha do Nordeste é extremamente diversa e como isso se reflete no seu trabalho. “É a culinária pernambucana, assim como é a culinária baiana e como reconhecemos a culinária mineira. O que venho fazendo é a materialização de uma série de repertórios para desmistificar e ressignificar o que seria uma cozinha pernambucana.”

Na cozinha há 16 anos, Thiago se tornou um pesquisador engajado na preservação da cultura alimentar do Nordeste, especialmente de Pernambuco. “Desde o ponto da utilização dos ingredientes, passando pela estética da cozinha, as técnicas da cozinha pernambucana e tanto mais. Acredito que iniciativas como a do Reteteu vêm fortalecendo e de encontro ao reposicionamento de uma culinária pernambucana, colocando-a no seu devido lugar. É assim que as pessoas começam a respeitar, valorizar e, supostamente, consumir cada vez mais”, assegura o chef.


Serviço
Live Etnogastronomia nordestina: um papo com Thiago das Chagas
Data: 19 de outubro
Horário: 19h
Via Instagram @museudohomemdonordeste

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página