Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > DIPES > DIPES > Pesquisas e Atividades
Início do conteúdo da página

Pesquisas e Atividades

Publicado: Segunda, 17 de Agosto de 2020, 13h52 | Última atualização em Terça, 18 de Agosto de 2020, 10h52 | Acessos: 526

Pesquisa:
A Realidade das Escolas e a Memória da Educação em Municípios do
Semiárido Brasileiro.

Responsável pelo projeto/atividade:
Janirza Cavalcante da Rocha Lima
Lattes

Parcerias:
Rede de Educação do Semiárido Brasileiro (Resab); Prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira-PE; Prefeitura Municipal de Santa Mª da Boa Vista-PE; Prefeitura Municipal de Cabrobó-PE; Prefeitura Municipal de Curaçá-BA e Prefeitura Municipal de Casa Nova-BA.

 Breve descrição:
São muitas as críticas com relação ao ensino público no Brasil. Porém não saberíamos dizer como seria uma escola com qualidade, uma vez que o conceito de Qualidade é dinâmico e reconstruído constantemente1. Sendo assim, não existe um padrão para uma escola de qualidade. Por isso, a partir de uma ação conjunta de várias organizações governamentais e não-governamentais (Unicef,PNUD, Inep-MEC, Ação Educativa, Cenpec, Seif-MEC, Seesp-MEC, Caise-MEC, IBGE, IPEA dentre outras) foram
1 UNICEF,PNUD,Inep-MEC (coord.), Indicadores da qualidade na educação. São Paulo: Ação Educativa,2007.
criados os Indicadores da Qualidade na Educação, com o objetivo de contribuir com a comunidade escolar na avaliação e melhoria da qualidade da escola.

Esse projeto, por meio desses indicadores da qualidade na Educação, propõe-se a averiguar a realidade das escolas em municípios de uma região que historicamente sofre com os efeitos climáticos e aonde se vem buscando implementar uma proposta educacional voltada para a convivência com as adversidades dessa região. Além disso, produzir uma cartografia da memória das instituições escolares desses municípios e dos sujeitos dessas escolas, focalizando as dimensões das práticas pedagógicas, de gestão e as suas transformações.

Objetivos Geral:
Produzir uma cartografia da memória das instituições escolares do semiárido nordestino e dos sujeitos dessas escolas, focalizando as dimensões das práticas pedagógicas, de gestão e as suas transformações. Específicos: - Contextualizar as condições institucionais e/ou sociopolíticas que mediaram as práticas institucionais dessas escolas; - Caracterizar as práticas pedagógicas e a gestão gerada nas instituições escolares e sua inserção no panorama educacional do país. - Cartografar as fontes documentais da memória escolar visando a constituir um acervo documental de abrangência estadual. - Identificar quais e de que maneira as concepções de convivência com o semiárido estão sendo trabalhadas nas escolas desses municípios e o incorporamento desse conhecimento no cotidiano dos alunos.

Justificativa:

Nos últimos 20 anos, observa-se um crescimento acentuado no número de pesquisas da área de educação no Brasil, oriundo, principalmente da expansão da pós-graduação. Ao mesmo tempo, observam-se, também, muitas mudanças, nas temáticas e problemas, nos referenciais teóricos, nas abordagens metodológicas e nos contextos de produção dos trabalhos científicos.

Os estudos, que nas décadas de 1960-1970, centravam-se na análise das variáveis de contexto e no seu impacto sobre o produto, nos anos 1980 vão sendo substituídos pelos que investigam, sobretudo, o processo.
Se os temas e referenciais se diversificam e se tornam mais complexos entre os anos 1980 e 1990, as abordagens metodológicas também acompanham essas mudanças. Ganha força os estudos chamados de "qualitativos", que englobam um conjunto heterogêneo de perspectivas, de métodos, de técnicas e de análises, compreendendo desde estudos do tipo etnográfico, pesquisa participante, estudos de caso, pesquisa-ação até análises de discurso e de narrativas, estudos de memória, histórias de vida e história oral.
As duas últimas décadas também assistiram a uma mudança no contexto de produção dos trabalhos de pesquisa. Nas décadas de 1980 e 1990, o exame de situações "reais" do cotidiano da escola e da sala de aula se constituiu em uma das principais preocupações do pesquisador.

No decorrer da década de 1990, os olhares se voltam, então, para os problemas que emergem no uso das novas abordagens de pesquisa. Nesse período, as universidades e centros de pesquisa do Brasil, assumiram, como fundamental para a história da educação, o compromisso de conhecer a escola por dentro, revelando suas especificidades quanto à definição dos saberes escolares, às relações entre o campo acadêmico e o escolar nessa configuração e às relações sociais no interior da escola.

É nesse contexto que ocorre a revisão dos referenciais teóricos e metodológicos para as pesquisas envolvendo documentos das escolas e sobre elas, tomando a escola como lugar de memória (Souza, 2007).
Diante das críticas acerca do ensino público no Brasil e considerando a existência dos Indicadores da Qualidade na Educação, criados com o objetivo de contribuir com a comunidade escolar na avaliação e melhoria da qualidade da escola, surgiu a proposta dessa pesquisa que se propõe, por meio desses indicadores, a averiguar a realidade das escolas em municípios de uma região que historicamente sofre com os efeitos climáticos e aonde se vem buscando implementar uma proposta educacional voltada para a convivência com as adversidades daquela região.
Além disso, propõe-se também produzir uma cartografia da memória das instituições escolares desses municípios, focalizando as dimensões das práticas pedagógicas, de gestão e as suas transformações.

Público-alvo:
Gestores e/ou coordenadores pedagógicos; Professores; Alunos de escolas públicas do Semiárido; pesquisadores...

Abrangência:
Regional.

Processos críticos:
- Celebração de Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de
Afogados da Ingazeira-PE.
- Celebração de Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de
Cabrobó– PE*.
9. Metas para 2020
- Celebração de Acordo Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de Afogados
da Ingazeira-PE.
- Pesquisa de campo em Afogados da Ingazeira – PE.*
- Acordo Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de Cabrobó-PE.*de

Metas para 2020
- Celebração de Acordo Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de Afogados
da Ingazeira-PE.
- Pesquisa de campo em Afogados da Ingazeira – PE.*
- Acordo Cooperação Técnica entre a Fundaj e a Prefeitura de Cabrobó-PE.*de

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.