Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Fundaj promove evento virtual sobre população em vulnerabilidade social no contexto da Covid-19
Início do conteúdo da página

Fundaj promove evento virtual sobre população em vulnerabilidade social no contexto da Covid-19

Publicado: Quarta, 13 de Mai de 2020, 15h27 | Última atualização em Quarta, 13 de Mai de 2020, 15h28 | Acessos: 87

Temática será abordada na primeira edição da série Pandemia e Sociedade. Evento acontece no dia 29 de maio, com transmissão pelo canal do YouTube da Fundaj

 

Debates virtuais sobre problemáticas enfrentadas pela sociedade em meio a uma crise global. Para contribuir com o enfrentamento da pandemia da Covid-19, a Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) lança a série Pandemia e Sociedade. “Cartografias da Pandemia: institucionalidades e ativismos no combate à Covid-19” será a primeira temática discutida, no próximo dia 29 de maio, das 10h às 11h30. Questões de povos indígenas e da população em maior vulnerabilidade social serão tratadas. A cada 15 dias, a série abordará temáticas relevantes, por meio de vários seminários, os quais serão transmitidos pelo canal do YouTube da Fundaj.

“Tratar da questão geográfica da expansão da doença é trazer ao centro do debate questões como as diferenças regionais de resposta a Covid-19 e também a suscetibilidade de populações tradicionais, como os indígenas e quilombolas. Com a série, a Fundaj oferece à sociedade um espaço de reflexão, onde soluções serão postas em um ambiente democrático de debate”, afirmou o diretor da Diretoria de Pesquisas Sociais da Fundaj, Luis Henrique Romani.

Os temas abordados pela série se concentrarão em torno da reorganização da sociedade no momento da retomada da vida cotidiana. Essa primeira edição conta com a coordenação do pesquisador do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundaj, Neison Freire. Ele lidera a equipe que está administrando o mapa da Covid-19 em Pernambuco e Alagoas. “Na Live, vamos apresentar as diferentes maneiras que a geografia da saúde tem utilizado a cartografia para entender a expansão da pandemia. Isso sob o enfoque territorial da vulnerabilidade social”, destacou Neison.

Ao todo, a estreia do projeto contará com três seminários exibidos em um único dia. O presidente da Fundaj Antônio Campos abrirá o evento e, logo em seguida, o diretor da Dipes, Luis Henrique Romani, assumirá a medição dos palestrantes. A primeira palestra, com o título “Covid-19 e povos indígenas no sertão pernambucano: superposição de riscos e vulnerabilidades”, será ministrada pela doutora em Sociologia Vânia Rocha Fialho de Paiva e Souza.

“Minha fala contextualizará os povos indígenas neste momento de Covid-19, destacando alguns gargalos. O primeiro deles é a situação de vulnerabilidade crônica e histórica que vivem atualmente de forma mais aguda, por conta de problemas estruturais. Um exemplo é a falta de garantia efetiva de seus territórios e de uma política ampla de assistência à saúde e educação, de forma específica e diferenciada”, afirmou a socióloga.

O doutor em Planejamento Urbano e Regional e pesquisador colaborador na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro, Heitor Levy Ferreira Praça, assumirá o segundo seminário do dia. “Geografia da Saúde e a Covid-19: experiências territoriais urbanas no Rio de Janeiro e a estratificação de áreas vulneráveis à pandemia” é o título da explanação. Ao final, o pesquisador Neison Freire assume a palestra “Evolução e padrão espacial da pandemia em Pernambuco no contexto da vulnerabilidade social”.

Serviço:

Cartografias da Pandemia: institucionalidades e ativismos no combate à Covid-19

Palestrantes: doutora em Sociologia Vânia Rocha Fialho de Paiva e Souza, doutor em Planejamento Urbano e Regional e pesquisador colaborador na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro Heitor Levy Ferreira Praça e pesquisador e coordenador do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundaj Neison Freire.
Data: 29 de maio
Hora: 10h às 11h30
Local: canal do YouTube da Fundaj

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página