Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > I encontro das representações Internacionais na Fundaj
Início do conteúdo da página

I encontro das representações Internacionais na Fundaj

Publicado: Sexta, 01 de Novembro de 2019, 17h53 | Última atualização em Sexta, 01 de Novembro de 2019, 19h28 | Acessos: 173

 

No rumo da internacionalização, Fundação realiza o I Encontro Das Representações Internacionais em Pernambuco, dia 7, no campus Casa Forte

Apresentar ao Mundo os diversos instrumentos institucionais desenvolvidos por suas diretorias, disseminando a Cultura Nordestina. Essa é a tônica do I Encontro Das Representações Internacionais em Pernambuco, um evento promovido pela Fundação Joaquim Nabuco, na próxima quinta-feira (7). O encontro será realizado no campus Casa Forte da Fundaj, a partir das 19h.

Na programação, visita ao Museu do Homem do Nordeste, que abriga rico acervo sobre a Região, exposição dos projetos da Fundação na Sala Gilberto Freyre e a abertura da mostra Tempo de Nabuco no casarão Francisco Ribeiro. “A Fundação Joaquim Nabuco, com 70 anos de história, testemunha atualmente, uma grande transformação na sociedade, impactando de forma radical sua atuação e difusão de sua expertise”, ressalta a coordenadora geral de Cooperação e de Estudos de Inovação da Difor, Maria Luíza Cruz.

A coordenadora acrescenta que, neste sentido, a inserção internacional da Fundaj é fundamental neste novo momento, fortalecendo a percepção da casa como instituição de referência no Nordeste em Formação, Pesquisa, Memória, Cultura e Arte.

Para o encontro, estão convidados representantes de todos os 43 consulados presentes em Pernambuco, assim como os diversos organismos internacionais sediados no Estado e servidores/colaboradores que compõem a Fundaj.

Durante a cerimônia, está prevista uma apresentação do Complexo Cultural da Fundação, com a proposição de agenda positiva junto aos Consulados.

“Queremos propor a construção de uma agenda de ações conjuntas, em rede, sendo a Fundaj ponto focal de disseminação da Cultura Nordestina”, continuou a coordenadora.

Após a solenidade, os presentes poderão contemplar a exposição “Tempo de Nabuco”, desenvolvida pela Coordenação-Geral de Estudos da História Brasileira (Cehibra). A mostra traz, em sua essência, painéis que contam a história do abolicionista. Na data, a montagem estará em exibição no Solar Francisco Ribeiro Pinto Guimarães, também no campus Casa Forte.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página