Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > Galeria de fotos com ex-presidentes da Fundaj será inaugurada em cerimônia no campus de Casa Forte
Início do conteúdo da página

Galeria de fotos com ex-presidentes da Fundaj será inaugurada em cerimônia no campus de Casa Forte

Publicado: Quarta, 18 de Setembro de 2019, 16h58 | Última atualização em Segunda, 23 de Setembro de 2019, 10h49 | Acessos: 198

Programação também vai premiar os vencedores do I Concurso de Artigos Científicos sobre a Vulnerabilidade Social em Municípios de Pernambuco e na Região Metropolitana do Recife 

Uma galeria de quadros com fotos dos antigos presidentes da Fundação Joaquim Nabuco será exposta na sala Gilberto Freyre, na Fundaj/Casa Forte em uma cerimônia, no próximo dia 27 de setembro, às 10h. Na mesma ocasião, os vencedores do I Concurso de Artigos Científicos sobre a Vulnerabilidade Social em Municípios de Pernambuco e na Região Metropolitana do Recife, promovido pela Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes) da Fundaj, receberão seus certificados.  

Quadros de 1,4m por 75cm trarão, em ordem crescente, retratos de cada ex-presidente da casa. As sete molduras vão expor as fotos de Fernando de Mello Freyre, Fernando Lyra, Fernando José Freire, Paulo Rubem Santiago, Luiz Otávio de Melo Cavalcanti e Alfredo Bertini. “Somos uma Fundação de personalidades plurais. Como uma Casa que trabalha com memória, é necessário relembrar os nomes que passaram pela presidência e contribuíram de forma singular para o crescimento da instituição, em cada período ao longo desses 70 anos”, afirmou Antônio Campos

Fazendo parte da programação da cerimônia, os vencedores do I Concurso de Artigos Científicos sobre a Vulnerabilidade Social em Municípios de Pernambuco e na Região Metropolitana do Recife serão premiados. O certame foi uma iniciativa da Fundação Joaquim Nabuco, por intermédio da Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes), em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O mesmo busca estimular a reflexão crítica e a participação qualificada de estudantes, acadêmicos, pesquisadores, gestores públicos e sociedade civil, em geral, no debate sobre o desenvolvimento humano brasileiro. Para concorrer, os candidatos precisaram usar como base de suas pesquisas o Atlas do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) do Ipea. “Esse foi o primeiro concurso de artigos científicos com edital nacional promovido pela Fundaj”, afirmou Alexandrina Sobreira, pesquisadora da Dipes da Fundaj.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página