Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Programas Institucionais

Publicação Programa Institucional 3 - Educação pela Cidade

A Coordenação dos Programas Institucionais está divulgando a mais recente publicação, produto do programa Educação pela Cidade (PI 3), que tem como coordenador o pesquisador Cristiano Borba.

O texto é referente ao projeto O ensino Superior no Interior do Nordeste: efeitos sobre o desenvolvimento, coordenado pelo pesquisador Luís Henrique Romani.

Segundo consta o resumo,

Este trabalho analisa a distribuição espacial da oferta de Ensino Superior e seu mercado de trabalho nos municípios do Nordeste. Para tanto, divide as áreas de oferta do Ensino Superior e os setores do mercado de trabalho em grupos estabelecidos pela classificação internacional das Nações Unidas. Por meio da Análise Exploratória de Dados Espaciais (Aede), os resultados revelam que a oferta de Ensino Superior nos municípios do Nordeste está concentrada na área da educação, além deste ser o setor que mais emprega mão de obra com Ensino Superior. A maior parte dos trabalhadores, todavia, está empregada na área de agricultura e veterinária, que também são marcadas por altas concentrações de analfabetos e de baixo nível de PIB per capita . Ademais, os setores mais dinâmicos da economia (como os voltados para negócios, produção e serviços) estão concentrados no litoral, principalmente em torno das regiões metropolitanas de Salvador, Recife e Fortaleza.

 

O artigo completo você pode encontrar no site da Revista Desenvolvimento em Questão ou acessando este link. 

IV Seminário do Programas Institucionais - Panorama dos Museus Comunitários do Brasil

A Fundação Joaquim Nabuco apresenta o IV Seminário do Programas Institucionais - Panorama dos Museus Comunitários do Brasil, no dia 30/05 na sala Calouste Gulbekian, em Casa Forte.

O seminário contará com um workshop sobre os Termos e conceitos da museologia aplicados aos museus comunitários às 9h apresentado por Suzy da Silva Santos (USP) e Manoela Lima (UFPE).

Às 14h será exposto um painel do Panorama dos museus comunitários do Brasil, com os palestrantes Suzy da Silva Santos (USP), Henrique Cruz (FUNDAJ) e Gilvanildo Ferreira (UFPE).

As inscrições devem ser realizadas no local do evento uma hora antes do início das apresentações. Serão emitidas também declarações de participação.

Para mais informações ligue para o número 3073-6227.

pi_4pi_4

Agenda de Junho/2018 dos Programas Institucionais

junjun

Agenda de Maio/2018 dos Programas Institucionais

maimai

Agenda de Abril/2018 dos Programas Institucionais

abrabr

Agenda de Março/2018 dos Programas Institucionais

marmar

Catálogo Programas Institucionais 2017

Aconteceu 2017 para os Programas Institucionais; muitos desafios e riscos; todos superados pelo aprendizado gratificante e muitas conquistas.

Foi o ano da afirmação dos temas escolhidos como prioritários para 2016 -2019: Educação e Valorização Docente, Educação e Relações Étnico-raciais, Educação pela Cidade, Territórios de Educação e Cultura e mais Educação, Governança e Sustentabilidade; tão assertivos que os apelidos já nos são cotidianos: PI1, PI2 e PI3, PI4, PI5! Uma grata cumplicidade!

Iniciamos de modo cauteloso, como quem testa a receptividade alheia, até este ponto em que os programas se firmaram na pauta institucional. Logo entraram no hábito da gente as Agendas Mensais dos PIs, a montagem e divulgação antecipada da programação das atividades; a criação da FanPage com sucessivos posts de eventos em cada PI,  a comunicação livre com registros do work in progress, das viagens para pesquisas de campo, das oficinas, dos cursos e workshops. O Blog dos PIs foi um passo na sequência, que já contabiliza um número diferenciado de acessos.

Cumprindo o planejado, aconteceram  o Seminário II  e o Seminário III dos Programas Institucionais. Nas duas edições, o impulso foi a construção de redes e articulação com instituições várias, nacionais e internacionais, que se movimentam e desenvolvem projetos e ações em temas conexos. Descobrimos e confirmamos importantes parcerias!! Uma agenda temática cada vez mais fortalecida se delineia no nosso debate!

Ao final deste ano, queremos reiterar o empenho múltiplo e cooperativo deste trabalho. Cada coordenador de projeto, cada pesquisador ou docente, cada autor de publicação, cada bolsista ou estagiário, cada responsável por tarefas de acompanhamento e apoio, cada Assessoria, cada Comunicação, cada Editoração, cada Vídeo-produção, cada Coordenadoria Geral, cada Diretoria, cada mente criativa, inquieta e motivadora que se envolveu nos Programas Institucionais tem um conto de PI para acrescentar.

Mas pra contar até 2019, haverá bem mais.  2018 já se apresenta como  promissora anunciação: seis novos projetos de pesquisa; vários cursos e eventos, seis publicações da Coleção dos Programas Institucionais da Editora Massangana; cinco lançamentos de vídeos de projetos finalizados neste ano...  E, sem enfraquecer planos mais próximos nos arredores e sítios, sedimentaremos a estratégia de internacionalização; serão novos passos em busca de novos Acordos de Cooperação e especialistas internacionais incorporados aos Programas Institucionais.

Grandes expectativas e perspectivas para um Feliz Ano Novo!!

Carta de Cátia Lubambo para o Catálogo dos Programas Institucionais.

Curta o post na página da Fundação Joaquim Nabuco no Facebook e acesse o catálogo dos Programas Institucionais 2017 clicando na imagem abaixo.

 

Parcerias da Fundaj são destacadas no Seminário III dos Programas Institucionais



A sala Gilberto Freyre, na Fundação Joaquim Nabuco, recebeu na manhã desta terça-feira (31) o “III Seminário dos Programas Institucionais”, com o tema “Internacionalizando Parcerias”. Desde outubro de 2016, quando os P.I.’s foram implantados, o objetivo é construir um ambiente de conhecimento e pesquisa com resultados que serão partilhados entre a sociedade civil, o mundo acadêmico e o setor público. “Os Programas Institucionais têm focado no conjunto de várias ações. Nesse contexto, criamos uma tentativa de caráter estratégico para alargar nossas ações, não visando somente valores territoriais, mas também no sentido de alargar nossas fronteiras de conhecimentos temáticos”, disse Cátia Lubambo, coordenadora dos Programas.

O projeto ocorre de seis em seis meses e dura até o ano de 2019. O primeiro seminário teve por objetivo apresentar o tema escolhido de forma circunstancial no debate acadêmico e nas esferas de ação de gestores e outros atores da sociedade civil. O segundo teve propósito de trazer para a Fundaj alguns dos parceiros que também têm se dedicado ao tema e que já iniciaram articulações institucionais para projeto e ações. O seminário III foca em aproximar ainda mais os parceiros, dessa vez no âmbito reconhecidamente internacional, que estejam envolvidos com os projetos e que estão delineando resultados até o final do ciclo (2016-2019).

A abertura do III Seminário foi feita pelo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Luiz Otávio Cavalcanti. Logo em seguida, Joanildo Burity, pesquisador da casa, fez a mediação da mesa “As relações Étnico-raciais no ensino de história da África”. Roberto Rocco, da Universidade de Tecnologia de Delft na Holanda, em cooperação com o Programa Institucional “Educação pela Cidade”, participou da segunda mesa “Educação para a cidade que precisamos”, mediada pelo pesquisador Cristiano Borba.

De acordo com Roberto Rocco, cada indivíduo precisa ter a noção social que está propondo. “Precisamos ter a participação dos diversos setores da sociedade. Essa participação acrescenta, esclarece e informa. Por exemplo, precisamos alinhar todos os objetivos e interesses para um bem público de forma geral”, disse.

Já a terceira mesa do dia teve como objetivo apresentar a proposta desenvolvida em conjunto com o Gestrado/UFMG. Com a mediação de Viviane Toraci, coordenadora do Programa Institucional 1 “Valorização Docente na Educação Básica”, Lívia Ferreira, representante do Gestrado/UFMG, explicou como está sendo desenvolvida a Escola Doutoral. “Estamos desenvolvendo uma Escola Doutoral, que também pode ser chamada Escola de Verão. Esse projeto está registrado no âmbito da Associação Internacional em Pesquisa e Educação. É uma espécie de rede de associação. nacional e internacional. Incentiva o desenvolvimento de pesquisas no campo das políticas educacionais”, afirmou Lívia.

A quarta mesa do dia foi mediada por Cibele Rodrigues, coordenadora do Programa Institucional 4 “Territórios de Educação e Cultura”. Com o tema “Mais tempo, mais direitos? Uma análise das políticas educativas de ampliação da escolarização”, a professora da Universidade Nacional de General Sarmiento e da Universidade de Buenos Aires, Nora Gluz, dentre outros assuntos, falou sobre projetos de extensão da jornada escolar no cenário latino americano e sobre algumas políticas de inclusão.

O III Seminário dos Programas Institucionais foi encerrado com a mesa “Argentina, Bolívia e Colômbia: Polissemias, controvérsias e desafios para a promoção da igualdade étnico-racial (2000-2017)”. Mediada por Cibele Barbosa, coordenadora do P.I.  2 “Educação e Relações Étnico-raciais”, e com a presença de Marcos de Araújo, pós-doutor em Sociologia pela UFPE, o encontro girou em torno das demandas por políticas públicas relacionadas à desigualdade racial. “Essa pesquisa tem como principal preocupação estudar as políticas sobre desigualdade racial nesses países e perceber as diferenças no desenvolvimento delas em toda a América Latina.”, afirmou o palestrante.

 

Agenda de Novembro/2017 dos Programas Institucionais

Agenda de Outubro/2017 dos Programas Institucionais

Página 1 de 4

Navegando em: Programas Institucionais