Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

FUNDAJ OFERECE CURSO PARA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS


::jseblod::article::/jseblod::
::panel_article:: ::/panel_article::
::wysiwyg_introtext::

O curso será coordenado por Luiz Felipe Botelho, da Massangana Multimídia (Foto: Divulgação)O curso será coordenado por Luiz Felipe Botelho, da Massangana Multimídia (Foto: Divulgação)A Massangana Multimídia, em colaboração com a Coordenação de Artes Visuais e do Serviço Educativo do Espaço Cultural Mauro Mota (COART/Fundaj e SE-ECMM), realiza o curso Roteiro para Construir EUdifícios. A oficina acontece no dia 14 de setembro e faz parte do Projeto Arte, Reforma e Revolução, que busca realizar eventos de naturezas diversas para marcar o processo de reforma do Edifício Ulisses Pernambucano, tradicional espaço de atividades culturais da Fundaj no bairro do Derby.

O curso é gratuito e aborda, de maneira predominantemente prática e simplificada,  o trajeto de criação de um personagem, desde a criação até a “materialização” deste personagem e sua apresentação para a plateia.

Direcionado a atores e atrizes, o curso conta com 30 (trinta) vagas e tem como requisitos registro no SATED, licenciamento de nível superior na área de Artes Cênicas/Teatro ou experiência mínima comprovada de cinco anos.

::/wysiwyg_introtext::
::my_readmore::

MACEIÓ RECEBE CURSO DE DIREÇÃO DE ARTE OFERECIDO PELO CANNE

Vera atua há 30 anos nas áreas da direção de arte e cenografia para teatro, dança, ópera, cinema e exposições (Foto: Divulgação)Vera atua há 30 anos nas áreas da direção de arte e cenografia para teatro, dança, ópera, cinema e exposições (Foto: Divulgação)Em parceria com o SESC Alagoas, o Centro Audiovisual do Norte e Nordeste (Canne) irá realizar mais uma oficina este semestre: o curso de Direção de Arte com Vera Hamburger, em Maceió. O curso inicia no mês de setembro e busca investigar o espaço cênico cinematográfico como linguagem, mesclando atividades práticas a discussões teóricas. 

Os participantes devem, ao final da oficina, compreender a abrangência e especificidade do papel do diretor de arte cinematográfico, conhecer noções básicas do processo de criação e realização de um projeto, identificar e compreender a potencialidade expressiva das principais matérias e ferramentas de trabalho, assim como as relações entre os diversos departamentos e profissionais envolvidos a cada etapa de criação e realização de um projeto.

O curso dipõe de 40 horas-aula e 25 (vinte e cinco) vagas para as aulas que serão realizadas de 23 a 27 de setembro, no Teatro Jofre Soares, no SESC de Maceió, em Alagoas. As aulas serão realizadas no horário de 9h às 18h, podendo ter algumas atividades no período da noite. As inscrições devem ser feitas através do edital até o dia 07 de setembro.

POR TRÁS DAS VINHETAS DOS CINEMAS DA FUNDAJ

Frames de Buñuel (Helimar Macedo), Corra (Thiago Santos), Aquário (Igor de Lyra) e Telefone (Lucas Simões)Frames de Buñuel (Helimar Macedo), Corra (Thiago Santos), Aquário (Igor de Lyra) e Telefone (Lucas Simões)

Por Lara Ximenes

O Cinema do Museu, que abriu as portas para o público na última sexta-feira (21/8), abriu também uma oportunidade para treze jovens produtores exporem seus talentos, através da criação das vinhetas que estão abrindo as sessões da nova sala de cinema - que também serão exibidas antes das sessões do Cinema da Fundação, no Derby.

A ideia de Kleber Mendonça Filho, Coordenador de Cinema da Fundaj, era captar boas ideias, realizadas de maneira simples, sem super-produções. Com o tema "Cinema", as vinhetas foram selecionadas na semana anterior à abertura da nova sala. O Blog da Fundação foi conhecer um pouco mais sobre as cabeças por trás de quatro das treze vinhetas selecionadas, o que resultou numa conversa informal com alguns produtores envolvidos no audiovisual em Recife.

MUSEU DO HOMEM DO NORDESTE PASSA A TER VISITAÇÃO NOTURNA

O Museu do Homem do Nordeste está aberto para visitação de terça à domingo (Foto: Gil Vicente)O Museu do Homem do Nordeste está aberto para visitação de terça à domingo (Foto: Gil Vicente)Com a chegada do Cinema do Museu no campus de Casa Forte da Fundaj, o Museu do Homem do Nordeste (MUHNE) abre, a partir do dia 01 de setembro, visitações noturnas para melhor atender ao público.

Numa nova dinâmica de acesso ao MUHNE, serão abertas exposições à noite todas as últimas quartas e quintas-feiras de cada mês, até às 20h. Aos sábados, domingos e feriados, o público pode frequentar o espaço das 14h às 18h. O horário tradicional, das 8h30 às 17h, continua mantido de terça à sexta-feira. Às segundas, o Museu fecha para a manutenção.

Quem quiser visitar o MUHNE e assistir um filme no Cinema do Museu na mesma noite, paga R$ 16,00 ou R$ 8,00 (meia entrada) pelo programa completo. Os interessados em visitar apenas o museu devem pagar um valor individual de R$6,00 ou R$3,oo (meia entrada) - quem for com os parentes pode optar pelo “pacote familiar”, onde grupos da mesma família a partir de 4 pessoas ganham R$1,00 de desconto por integrante do grupo.

CONCURSO RUCKER VIEIRA CHEGA À 11ª EDIÇÃO COM O TEMA "CINEMA E EDUCAÇÃO – OLHARES E SABERES SOBRE A REALIDADE"

Os dois projetos premiados ganharão exibição nacional na Tv Brasil e R$80.000 (Foto: Blog Rucker Vieira Fundaj)Os dois projetos premiados ganharão exibição nacional na Tv Brasil e R$80.000 (Foto: Blog Rucker Vieira Fundaj)Visando gerar produtos audiovisuais que sirvam como ferramenta em processos educacionais (alinhados às diretrizes do Ministério da Educação), a Fundação Joaquim Nabuco publicou, através da Massangana Multimídia Produções e da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (MECA), o edital da 11ª Edição do Concurso de Roteiros Rucker Vieira. As inscrições vão até o dia 30 de setembro de 2015.

O prêmio é uma iniciativa do Programa Gestão e Manutenção do Ministério da Educação, com desdobramento na ação Promoção e Intercâmbio de Eventos Educacionais e Culturais. Serão selecionados dois projetos de documentários, com premiação bruta de 80 mil reais (cada), a fim de estimular a produção independente do audiovisual do Brasil.

Os dois roteiros premiados deverão ter duração de 26 minutos, enfocando o tema Cinema e educação – olhares e saberes sobre a realidade, em consonância com a necessidade de implementação da Lei 13.006/14, que prevê a exibição de filmes de produção nacional como componente curricular complementar integrado à proposta pedagógica da escola, sendo a exibição de filmes nacionais para fins educativos obrigatória por, no mínimo, 2 (duas) horas mensais, visando utilizar o cinema como meio não-formal de educação.

ÚLTIMA MESA-REDONDA DA EXPOSIÇÃO “MULHERES – O NASCER É COMPRIDO” ACONTECE NESTA QUINTA

Francinne Correia é uma das mulheres que estará na mesa redonda de hoje (Foto: Chico Ludermir)Francinne Correia é uma das mulheres que estará na mesa redonda de hoje (Foto: Chico Ludermir)A exposição de Chico Ludermir Mulheres – O nascer é Comprido, fruto de dois anos de pesquisa do artista visual em contato com a vida e as vivências de dez mulheres transexuais no Recife, promove hoje (20) sua última mesa redonda no Memorial de Medicina da UFPE, às 19h.

A exposição, em cartaz desde o dia 23 de julho na Fundaj do Derby, chega ao fim neste domingo (23). Os agendamentos para visita continuam sendo realizados através do número 3073-6772 ou pelo e-mail educativoecmm@fundaj.gov.br.

Durante o mês em cartaz, Mulheres - O nascer é comprido contou com duas mesas-redondas contemplando os temas da exposição no Memorial de Medicina da UFPE, sendo a primeira no dia da abertura, com a participação do curador Moacir dos Anjos e da pesquisadora Programa de Pós Graduação em Comunicação (PPGCOM)/UFPE Cristina Teixeira, e a segunda com as próprias mulheres trans personagens das fotografias de Chico - Rayanne Romanelly, Maria Clara Sena, Brenda Bazante e Christiane Falcão - que protagonizaram a mesa contando suas histórias que deram origem à mostra.

INSCRIÇÕES PARA RECIFEST E ANIMACINE ESTÃO ABERTAS

Todos os filmes premiados no III Recifest sairão com o troféu do festival, além da premiação em dinheiro (Foto: Divulgação)Todos os filmes premiados no III Recifest sairão com o troféu do festival, além da premiação em dinheiro (Foto: Divulgação)Começa a todo vapor a temporada de festivais de cinema em Pernambuco este ano. Além do MOV - Festival Internacional de Cinema Universitário, também abriram esta semana as inscrições para o Recifest – Festival de Cinema de Diversidade Sexual e Gênero e para o Animacine - Festival de Animação do Agreste.

Realizadores com interesse nas temáticas de gênero e sexualidade de todos os lugares já podem se inscrever para tentar uma exibição na terceira edição do Recifest. Entre os dias 18 de agosto e 18 de setembro, a curadoria vai receber curtas-metragens para o festival que será realizado no Cinema São Luiz, no Recife, entre os dias 10 e 14 de novembro. O regulamento e ficha de inscrição estão disponíveis no site do evento.

Em caráter competitivo, o evento acolhe as mostras de curtas pernambucanos e nacionais, que serão premiados através de um júri oficial e também de júri popular. Os filmes premiados na Mostra Pernambucana receberão R$1.500, enquanto os dois nacionais que se destacarem receberão R$1.000, cada. Todos os filmes premiados sairão, também, com o troféu do festival.

CINEMA DO MUSEU EXIBE TRÊS MOSTRAS EM SUA TEMPORADA DE ABERTURA

O Cinema do Museu recebe três mostras distintas em sua temporada de estreia (Foto: Gil Vicente)O Cinema do Museu recebe três mostras distintas em sua temporada de estreia (Foto: Gil Vicente)Por Lara Ximenes

A Fundação Joaquim Nabuco inaugura nesta sexta-feira (21) sua segunda sala de cinema no Recife. Será o Cinema do Museu, que funcionará na sede da Fundaj no bairro de Casa Forte, especificamente no complexo do Museu do Homem do Nordeste – cujos eventos serão, também, atrelados à programação do Cinema.

A sala possui 166 lugares e abrirá para exibição diariamente, exceto às segundas-feiras. O espaço conta com um moderno sistema de projeção digital 4K e sonorização digital Dolby de 5.1 e 7.1 canais e modernas caixas acústicas. Além disso, o Cinema do Museu prevê exibições em 35mm, como forma de manter espaço para a exibição de filmes de arquivo no formato tradicional.

Com um investimento de R$ 1.7 mi, a Fundaj empregou recursos em obras de engenharia para adequar o local – originalmente plano – e atender às normatizações técnicas e de segurança exigidas, além da instalação de modernos sistemas de iluminação e climatização e a acomodação de todas as 166 poltronas (duas destinadas a pessoas obesas e uma para pessoa com dificuldade de locomoção, além de dois espaços exclusivos para cadeirantes).

SEGUNDA EDIÇÃO DO MOV – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA UNIVERSITÁRIO DE PE ABRE INSCRIÇÕES

O Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco inscreve até o dia 31 de agosto (Foto: MOV/Divulgação)O Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco inscreve até o dia 31 de agosto (Foto: MOV/Divulgação)Em dezembro de 2014, o Cinema São Luiz recebia a primeira edição do MOV – Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco. Durante quatro dias, foram exibidos 35 curtas-metragens de 15 países em competição nacional e internacional.

Este ano, o MOV chega a sua segunda edição, com o objetivo de circular a produção universitária e promover o diálogo entre os diferentes olhares promissores do cinema universitário. Assim como em seu ano de estreia, o festival conta com uma etapa educativa, onde serão oferecidas oficinas e debates, além de sessões especiais em parceria com instituições estrangeiras.

Quem deseja ter seu filme exibido no MOV pode se inscrever até o dia 31 de agosto. Poderão participar curtas de qualquer gênero e até 25 minutos, em formato digital. É necessário que o diretor e pelo menos mais um membro da equipe sejam universitários de qualquer curso durante a época de realização do filme. A divulgação dos filmes selecionados será feita no dia 30 de outubro.

CURSO DE DOCUMENTÁRIO URGENTE DO CANNE RETORNA A RECIFE

Em dezembro de 2014, o Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne) promoveu, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o curso de Documentário Urgente, ministrado pelo mestre em comunicação Luís Henrique Leal com o objetivo de contemplar a demanda de alguns acontecimentos que precisam de registro e divulgação mesmo em situações precárias.

Em setembro de 2015, o curso será novamente promovido pelo Canne, desta vez ministrado pelo documentarista Ernesto de Carvalho. A nova turma da oficina em Recife 
será formada por 25 alunos e as aulas ocorrerão no período de 14 de setembro a 14 de outubro no turno da manhã, no campus da UFPE. Os dias da semana e horários das aulas serão comunicados aos alunos após a seleção, que acontece no dia 08 de setembro.

Com 40 horas-aula, a oficina propõe uma reflexão teórica e uma experimentação prática acerca do documentário e suas possibilidades, com ênfase em processos de conflito, participação social, disputa por visibilidade e resistência.

Se a circulação de imagens é central no embate político, e o espaço de consumo das imagens é um dos campos de batalha no qual as disputas pelos pontos de vistas se dá, como podemos pensar no audiovisual para falar e intervir no presente, construindo um discurso que seja mais do que propaganda?

Qual a relação entre militância, propaganda, arte, e documentário? Faz sentido falar de documentário engajado? É possível fazer frente ao grande capital utilizando ferramentas audiovisuais de forma dialógica e aberta?

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através do edital (link abaixo) até o dia 28 de agosto.

Página 8 de 43

Navegando em: Comunicação Blog da Fundação