Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

CLARISSA TOSSIN APRESENTA VIDEOINSTALAÇÃO SOBRE BRASILIA TEIMOSA NA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO

A exposição é gratuita e abre neste sábado (21) (Foto: Divulgação)A exposição é gratuita e abre neste sábado (21) (Foto: Divulgação)A artista Clarissa Tossin tem desenvolvido uma série extensa de trabalhos – feitos em mídias diversas – cujo motivo ou foco é a cidade de Brasília, onde viveu parte de sua infância e adolescência. De acordo com Moacir dos Anjos, coordenador de Artes Visuais da Fundação Joaquim Nabuco, Clarissa não toma, entretanto, a capital do Brasil como “lugar de reminiscências pessoais, mas como símbolo do espírito moderno que marcou o país em meados do século XX”.

Para sua próxima videoinstalação, que acontece na Galeria Baobá do campus de Casa Forte da Fundação Joaquim Nabuco, Clarissa traça um paralelo entre Brasília, que um dia foi celebrada como marco definitivo de uma nova concepção de urbanismo no mundo, com Brasília Teimosa, a mais antiga ocupação urbana do Recife, que será o foco de investigação desta residência artística.

Escolhida por compartilhar o nome com a capital federal e atrelar sua história de luta e resistência a construção desta, Brasília Teimosa oferece um contraponto aos ideais de modernização, planificação urbana e progresso social vinculados ao imaginário da Brasília capital - que aos poucos adquiriu reputação inversa, à medida que as promessas de um futuro generoso para todos seus moradores se desmanchavam em já conhecidos processos de exclusão.

CINEMA DA FUNDAÇÃO RECEBE MOSTRA COMPETITIVA DO VI FIFER

O VI Festival Internacional do Filme Etnográfico do Recife, com incentivo do Funcultura / Fundarpe, acontece entre os dias 16 e 19 de novembro e exibirá mais de 80 filmes, entre mostras paralelas e competitivas, realizadas na Fundação Joaquim Nabuco (Derby), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e Aliança Francesa. A programação do festival já está disponível online e pode ser conferida neste link.

Em sua sexta edição – primeira com alcunha de festival internacional - o Fifer homenageia o antropólogo, realizador audiovisual e fundador do projeto Vídeo das Aldeias, Vincent Carelli.

Ao todo, o festival conta com 25 filmes na mostra competitiva, que serão exibidos no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Derby). As produções concorrem nas categorias de Melhor Filme Etnográfico, Melhor Documentário, Menção Especial do Júri e Melhor Filme do Júri Popular.

Os demais filmes serão distribuídos em seis mostras paralelas: Narrativas de Vida e Cotidiano / Comunidades Tradicionais / Olhares Cruzados / Imagens e Sons da Cidade / Ritual e Povo de Terreiro / Outros Olhares, que acontecem na Aliança Francesa e nos auditórios da Biblioteca Central da UFPE.

FILME HOMENAGEADO

Este ano, O Festival Internacional do Filme Etnográfico do Recife homenageia o filme Cajueiro Nordestino (1962), de Linduarte Noronha. A obra foi exibida na mostra especial Narrativas do Nordeste, que aconteceu dia 29 de setembro, no Museu Cais do Sertão. Além de Cajueiro Nordestino, foram exibidos mais quatro filmes: Malha (PB. Dir. Paulo Roberto, 2014), Babaçu no Araripe (PE, Dir. Juliana Loureiro e Alexandre Salomão, 2013), As mulheres e a fibra (RS, Dir. Diogo Rubiela, 2015) e De mitos a bichos (SC, Dir. Kátia Klock e Cinthia Creatini, 2015).

COMEÇA HOJE O VIII JANELA INTERNACIONAL DE CINEMA

Festival inicia seu primeiro dia com o documentário Não é um filme caseiro, de Chantal Akerman, e finaliza com Boi Neon, de Gabriel Mascaro (Foto: Facebook/Janela Internacional de Cinema)Festival inicia seu primeiro dia com o documentário Não é um filme caseiro, de Chantal Akerman, e finaliza com Boi Neon, de Gabriel Mascaro (Foto: Facebook/Janela Internacional de Cinema)Começa hoje (06) o primeiro dia do festival Janela Internacional de Cinema, que trás em sua oitava edição 118 filmes de 21 países. Na programação de abertura, estão Não é um filme caseiro (2015), de Chantal Akerman, às 17h, Os Inocentes (1961), de Jack Clayton, que inaugura o programa British Gothic às 19h15, e Boi Neon (2015), de Gabriel Mascaro, recentemente premiado no Festival de Veneza, às 22h, numa sessão conjunta com o curta Faz que Vai (2015), de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca.

Não é um filme caseiro, sessão de pré-abertura do festival, mostra a vida da mãe da diretora belga Chantal Akerman (falecida em outubro deste ano) através de um documentário. No seu apartamento, em Bruxelas, a senhora que um dia chegou na Bélgica fugindo das atrocidades da Polônia em 1939 vive sem sair muito, deixando de ver as mudanças ocorridas no mundo.

Em seguida, Os inocentes explora a Inglaterra da era Vitoriana, contando a história dos irmãos órfãos Flora e Miles, que são deixados aos cuidados de uma competente governanta chamada Giddens. Com o tempo, coisas estranhas acontecem com as duas crianças, deixando para Giddens a missão de salvá-las das ameaças sobrenaturais.

LIVRO INFANTIL DE ERASTO VASCONCELOS GANHA REPRODUÇÃO FAC-SÍMILE

O projeto, que têm incentivo do Funcultura, conta com divagações por temas da cultura popular (Foto: Divulgação)O projeto, que têm incentivo do Funcultura, conta com divagações por temas da cultura popular (Foto: Divulgação)Produzido em 1970, o livro infantil de Erasto Vasconcelos Dez cantigas de roda, um macaratu, um afoxé, mas cuidado existe uma cobra acaba de ganhar uma reprodução fac-símile.

Com partituras assinadas pelo Maestro Ademir Araújo e um CD encartado com interpretações a cappella do álbum Fazenda Rosa (2010) de Erasto, o livro é lançado hoje (6), às 19h, nA Casa do Cachorro Preto, em Olinda.

Erasto Vasconcelos escreveu e desenhou o livro para sua filha Ginga, a mão, com canetas de hidrocor. Também escreveu as canções e pediu para que Ademir, seu amigo, transcrevesse as partituras.

Ao finalizar, na época, 29 exemplares, o cantor e compositor olindense presenteou outras crianças com o livro. Assim, dois desses exemplares chegaram à designer Chia beloto, que digitalizou e tratou as páginas com cuidado suficiente para que cada registro do tempo fosse preservado - a marca das canetinhas, as transparências e até mesmo as marcas de ferrugem dos grampos foram mantidas.

SERVIÇO

Lançamento do livro Dez cantigas de roda, um maracatu, um afoxé, mas cuidado existe uma cobra

 

- Data: 06 de novembro (sexta-feira)

- Hora: 19h

- Endereço: A Casa do Cachorro Preto, Rua Treze de Maio, 99, Sítio Histórico, Olinda – PE

CINEMA DA FUNDAÇÃO EXIBE SESSÃO ESPECIAL DO DOCUMENTÁRIO "DEFENSORXS"

Após a sessão, será realizado um debate com Yago Gurjão, um dos montadores do filme (Foto: Divulgação/Coletivo Nigéria)Após a sessão, será realizado um debate com Yago Gurjão, um dos montadores do filme (Foto: Divulgação/Coletivo Nigéria)Produzido pelo coletivo de audiovisual cearense Nigéria em parceria com a organização Intervozes, que luta pelos direitos humanos no Brasil, o documentário Defensorxs será exibido hoje (29), às 20h, no Cinema da Fundação, no Derby. 

Filmado nas cinco regiões do Brasil, a iniciativa do longa surgiu a partir da campanha Somos Todos Defensorxs, realizada com apoio do Fundo Brasil de Direitos Humanos. O objetivo de Defensorxs (que busca incluir na nomeclatura todos os gêneros e deve ser lido como "Defensores e Defensoras") é retratar a difícil rotina de quem luta pelos direitos humanos no país.

Em capítulos, o filme aborda diferentes realidades de grupos, entidades e movimentos, onde homens e mulheres resistem aos impactos de grandes obras, como Belo Monte, e defendem a justiça social, o território, a livre orientação sexual e outros direitos fundamentais.

FESTIVAIS DE CINEMA EM RECIFE ABREM INSCRIÇÕES PARA OFICINAS

O Cinema São Luiz, no centro do Recife, receberá sessões do III Recifest e do VIII Janela Internacional de Cinema (Foto: Divulgação)O Cinema São Luiz, no centro do Recife, receberá sessões do III Recifest e do VIII Janela Internacional de Cinema (Foto: Divulgação)A temporada de festivais de cinema no Recife continua a todo vapor. Além de selecionar os escolhidos da oficina Janela Crítica e anunciar a programação do festival esta semana, o VIII Janela Internacional de Cinema traz, como novidade, a programação com apoio do Portomídia "Petrobras Apresenta: Aulas de Cinema do Janela", com duas oficinas voltadas à produção cinematográfica: a "Oficina de efeitos visuais (VFX) para filmes de baixo orçamento", com quinze vagas, de 12 a 13 de novembro, e uma oficina que lembrará os 50 anos do Super 8, com vinte vagas, de 13 a 15 de novembro.

A primeira conta com uma parceria com o British Council, que traz a artista Caroline Pires, mestre em efeitos visuais conceituada internacionalmente (participou do vencedor do Oscar de efeitos especiais A Invenção de Hugo Cabret (2012), de Martin Scorsese).  O foco da oficina é trazer informações sobre ferramentas atuais para, de maneira inteligente, propor soluções no processo de criação de um filme, sem grandes custos.

MUSEU DO HOMEM DO NORDESTE PARTICIPA DO PROGRAMA "MUSEUS NO RECIFE ANTIGO"

MUHNE levará a exposição Patrimônios em Disputa para o Recife Antigo (Foto: ASCOM/Fundaj)MUHNE levará a exposição Patrimônios em Disputa para o Recife Antigo (Foto: ASCOM/Fundaj)Realizado todos os domingos, o projeto Recife Antigo de Coração visa consolidar o turismo cultural, de entretenimento e lazer, além de procurar devolver a cidade ao cidadão.

A iniciativa é da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), que em junho deste ano incluiu o programa Museus no Recife Antigo, que todo mês convida um museu da cidade para apresentar-se à população e turistas no Recife Antigo.

O Museu do Homem do Nordeste (MUHNE) da Fundação Joaquim Nabuco é o convidado do mês do programa, que será realizado neste domingo (25) dentro das atividades do Recife Antigo de Coração.

O MUHNE vai levar uma mostra da exposição Patrimônios em Disputa, que mostra as tensões entre intelectuais pernambucanos do início do Recife do século XX sobre o que era ou não patrimônio histórico e passível de preservação. A mostra conta também com uma oficina sobre patrimonialização.

O estande do Museu será instalado nas imediações da Avenida Rio Branco das 14h às 18h.

DEBATE "RECIFE ENTRE MUROS" ACONTECE NA FUNDAJ DO DERBY NESTA SEXTA-FEIRA

O Som Ao Redor é o primeiro longa de ficção do diretor Kleber Mendonça Filho e foi a indicação brasileira ao Oscar de 2014 (Foto: Reprodução)O Som Ao Redor é o primeiro longa de ficção do diretor Kleber Mendonça Filho e foi a indicação brasileira ao Oscar de 2014 (Foto: Reprodução)Nesta sexta-feira (23), o filósofo e professor da USP Vladimir Safatle participa do evento Recife Entre Muros, realizado em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco e a 3emeio Cultura em Movimento. 

O debate acontece na Fundaj do Derby como parte do projeto Arte, Reforma e Revolução e também conta com a presença do psicanalista e professor da USP Christian Dunker, o cineasta Kleber Mendonça Filho e a integrante do movimento Ocupe Estelita Edinéia Alcântara.

Juntos, os convidados discutirão a relação entre política, medo e "lógica do condomínio", bem como suas conseqüências na cidade do Recife e o papel do cinema pernambucano e do Movimento Ocupe Estelita para transformá-la. No mesmo evento, haverá uma exibição gratuita de O Som Ao Redor (2012), longa de Mendonça Filho, e lançamento dos livros Circuito Dos Afetos - Corpos Políticos, Desamparo e o Fim do Indivíduo e Mal estar, sofrimento e sintoma - Uma psicopatologia do Brasil entre muros, de Safatle e Dunker respectivamente.

MOSTRA ANIME CRIATIVO CHEGA AO CINEMA DO MUSEU

Destaque da programação, Genius Party reúne uma seleção de sete animações experimentais de diferentes diretores (Foto: Reprodução)Destaque da programação, Genius Party reúne uma seleção de sete animações experimentais de diferentes diretores (Foto: Reprodução)Durante os dias 23, 24 e 25 de outubro, o Cinema do Museu exibe a Mostra Anime Criativo, em parceria com a Fundação Japão e o Consulado do Japão do Recife. Na programação, serão exibidos títulos inéditos de prestigiados estúdios de animação. A mostra, que já passou por Belém do Pará e Brasília, conta com cinco animes dos estúdios de animação Studio4ºC e Koo-Ki, legendados em português e em formato blu-ray.

Os animes tratam de temas variados, focando no público adulto. Entre os destaques, está After School Midnighters (2012), do diretor Hitoshi Takekiyo, que conta a história de um modelo de corpo humano mantido na sala de ciências de uma escola aparentemente normal, mas que costuma ganhar vida à meia-noite, e a coleção de sete curtas-metragens Genius Party (2007), onde sete grandes animadores ganham carta branca para criar seus próprios curtas experimentais.

JANELA INTERNACIONAL DE CINEMA DIVULGA SELEÇÃO DE CURTAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

Mostra competitiva do Janela traz 44 filmes de 11 países (Imagem: Clara Moreira)Mostra competitiva do Janela traz 44 filmes de 11 países (Imagem: Clara Moreira)Nesta segunda-feira (19), o festival Janela Internacional de Cinema divulgou, em seu site, o resultado da seleção de sua mostra competitiva de curtas, dividida nas categorias nacional e internacional. 

Viabilizado pelo Funcultura/Governo do Estado com patrocínio da Petrobras e organizado pela CinemaScópio Produções Cinematográficas e Artísticas, dos realizadores Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux, o VIII Janela Internacional de Cinema do Recife ocorre entre os dias 6 a 15 de novembro.

Este ano, a oitava edição do festival utilizará em suas sessões o novo equipamento de projeção digital do Cinema São Luiz, adquirido pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), e reivindicado por toda a classe do audiovisual há um ano em ato no encerramento da nossa última edição, no palco do próprio São Luiz.

Para a mostra competitiva de curtas, 964 trabalhos de 22 países foram submetidos a processo seletivo, mostrando a força do festival. Destes, foram selecionadas 44 obras de onze países, sendo 23 curtas brasileiros e 21 estrangeiros. Participaram da seleção de curtas nacionais os cineastas Leonardo Lacca e Leonardo Sette, o jornalista e pesquisador Rodrigo Almeida e o roteirista Luiz Otávio Pereira.

Página 5 de 43

Navegando em: Comunicação Blog da Fundação