Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Cuidados com coleções bibliográficas especiais é tema do curso “Livro Raro, Formação e Gestão de Coleções Bibliográficas Especiais”

Ocorreu na manhã desta quinta-feira (8), na sala Calouste Gulbenkian, Fundação Joaquim Nabuco campus Casa Forte, o último dia do curso “Livro Raro, Formação e Gestão de Coleções Bibliográficas Especiais”, realizado pela Biblioteca Blanche Knopf.

O objetivo do encontro é oferecer subsídios para a formação e gestão de acervos tão importantes e fundamentados na Salvaguarda e na Garantia de Acesso, além de incentivar pesquisadores e curadores de coleções bibliográficas especiais e registrar, produzir e difundir a memória e conhecimento.

Ana Virginia Pinheiro, bibliotecária, chefe da Divisão e Curadora de Obras Raras da Fundação Biblioteca Nacional e professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, responsável por ministrar o encontro, ressaltou como é necessário ter recursos disponíveis para a preservação do material. “O profissional da área precisa ser capacitado para ter noção de preservação e cuidado. Preservar não é simplesmente mandar o acervo para restauração, mas sim tomar os cuidados cabíveis de preservação”, comentou.

Atualmente, o acervo da Biblioteca Blanche Knopf conta com diversas obras raras, dos séculos 17, 18 e 20. São títulos como “História Natural da Medicina”, “Castrioto Lusitano ou História da Guerra entre o Brasil e a Holanda” e “Assombrações do Recife Velho”.

A professora também pontuou a responsabilidade que o bibliotecário precisa ter com a memória do acervo desenvolvido. “É algo bem minucioso e exige que o profissional reconheça autores, livros e ideias. A reunião desses fatores o transforma em um profissional superior. Isso vale para qualquer profissão, mas principalmente para quem lida diretamente com acervo. A biblioteca não é um bem político, de estado ou de governo, mas é um bem da nação, disponível para todos”, acrescentou.

Várias instituições públicas e privadas participaram do evento, como Arquivo Público Estadual, Museu da Cidade do Recife, Biblioteca das Universidades Federais, Biblioteca do Tribunal de Justiça, Biblioteca da Faculdade de Direito, Instituição Ricardo Brennand e entre outras.

A coordenadora geral da Coordenação-Geral de Estudos da História Brasileira Rodrigo Melo Franco de Andrade (Cehibra), Albertina Lacerda, falou sobre a importância da instituição disponibilizar o curso. “Ele é fundamental para as bibliotecas e centros de documentação que guardam acervos de livros raros que precisam ser processados, conservados e disponibilizados ao público em geral”.

Navegando em: :: Outras Notícias Cuidados com coleções bibliográficas especiais é tema do curso “Livro Raro, Formação e Gestão de Coleções Bibliográficas Especiais”