Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Evento marca parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco e a Biblioteca Nacional de Cabo Verde

04.10.2018


Para celebrar a parceria com a Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV), que consiste inicialmente na residência técnica de quatro funcionárias cabo-verdianas na Fundaj, foi na última quarta-feira (03), no campus Derby, um evento para formalizar o trabalho conjunto entre as duas instituições. Presente ao evento, o cônsul emérito de Cabo Verde em Pernambuco, Ricardo Galdino, destacou o quanto a cultura da educação é forte no país africano, além de ressaltar a importância da parceria com a Fundaj. "É um país que se desenvolve a cada momento, não tem as principais riquezas naturais, mas em contrapartida investiu muito em educação. Sãqo 43 anos de independência focados na educação, e esse acordo faz parte desse desafio", apontou.

Ivete lacerda, presidente da Fundaj, afirmou que é uma honra para a Fundaj formalizar esse acordo com a BNCV, destacando que receber as quatro técnicas da instituição cabo-verdiana é um acontecimento que agrega muito para a Fundação enquanto disseminadora de conhecimentos, cultura e educação. Ao longo de duas semanas, desde o dia 24 de setembro, as técnicas Cheila Antunes, Maria Educarda Santos, Maria Jacqueline Silva e Telma Brito vem sendo apresentadas à Instituição, em especial aos procedimentos técnicos e operacionais de diversos setores da Fundaj. "É algo que é muito proveitoso, estamos adquirindo conhecimentos e trocando informações e experiências. A Fundaj vai nos ajudar a preservar e difundir o patrimônio cultural de Cabo Verde", apontou Telma Brito.

A realização da visita técnica é fruto de uma parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), que escolheu a Fundação, no início do ano, para ministrar o curso de capacitação. Analista de projetos da ABC, Anna Pérez ressaltou o papel da agência na "ponte" entre as instituições brasileiras e as demandas de outros países. "É uma ação importante para Cabo Verde e para a Fundaj, viabilizar um acordo que renda tantos frutos para os dois lados é uma grande satisfação para a ABC". afirmou Anna.

À frente das negociações para viabilizar a parceria pela Fundaj, o assessor institucional Fábio Lucas deu destaque ao entusiasmo de todos os envolvidos para que a visita técnica ocorresse da melhor maneira possível. "Devemos enfatizar o empenho para que isso ocorresse, e o entusiasmo que todos os envolvidos estão demonstrando para que esse trabalho seja realizado e dê frutos. Certamente, é apenas o começo de uma relação muito forte da Fundaj com a Biblioteca Nacional de Cabo Verde".

A visita técnica teve início com a visitação guiada da equipe cabo-verdiana à Biblioteca Blanche Knopf da Fundaj. No processo houve a troca de informações acerca do acervo da Fundação, do atendimento ao usuário, o gerenciamento de base de dados, a memória e armazenamento editorial, higienização e conservação. As profissionais da BNCV também conheceram um pouco sobre cursos de extensão e processamento técnico de periódicos, monografias, obras raras, folhetos de cordel, entre outros materiais. “Estamos aprendendo muitas coisas que vamos colocar em prática em nossa biblioteca. Uma das coisas que estamos mais ambiciosas em aprender aqui é a conservação e os condicionamentos de higienização dos documentos, já que é uma área que precisa de melhorias em Cabo Verde”, explica Cheila Antunes, uma das técnicas realizam o intercâmbio de conhecimento na Fundação Joaquim Nabuco.  

Para Nadja Tenório, a parceria trará benefícios tanto para a BNCV quanto para a Fundação. “É bastante interessante essa troca de conhecimentos e para a instituição é gratificante saber que podemos contribuir muito para a Biblioteca Nacional de Cabo Verde. Nos sentimos muito felizes em poder colaborar para o crescimento de outra biblioteca em outro país.”, destacou.

Além da Biblioteca Blanche Knopf, as técnicas participaram de atividades de imersão em outros setores da Fundação como o Centro de Estudos da História Brasileira, o Laboratório de Pesquisa, Conservação e Restauração de Documentos e Obras de Arte, a Editora Massangana e a Escola de Inovação e Políticas Públicas.

Navegando em: :: Outras Notícias Evento marca parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco e a Biblioteca Nacional de Cabo Verde