Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Fundaj discute desenvolvimento sustentável no Sertão



A adaptação à seca do sertão nordestino para a agricultura familiar foi um dos temas debatidos no lançamento do livro "Adapta Sertão", da empreendedora social Thaís Corral. O evento, promovido pela Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes) da Fundação Joaquim Nabuco ocorreu nesta sexta-feira (10), na sala Gilberto Osório, em Apipucos.

O livro aborda o projeto de mesmo nome, desenvolvido por Thaís com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar na região da Bacia do Rio Jacuípe, na Bahia. A visão do "Adapta Sertão" é criar um modelo de desenvolvimento sustentável como alternativa para os sertanejos que dependem da agricultura familiar. A iniciativa, que no início se chamava "Pintada Solar", tem 12 anos de atuação e já beneficiou centenas de famílias em cerca de 15 municípios. "Eu acho que o Adapta Sertão é um exemplo", disse Thaís durante o lançamento.

A empreendedora falou também sobre a importância da participação de cooperativas no processo de implementação do projeto no Semiárido baiano. "A gente fez uma revolução de gestão e hoje temos seis cooperativas", destacou. A função das organizações é revitalizar e fortalecer a linha produtiva, englobando desde o produtor até o consumidor.

Além das cooperativas, o projeto também teve o apoio do Fundo Clima - programa que se destina a apoiar e financiar estudos e iniciativas relacionadas à redução de gases do efeito estufa e à adaptação às mudanças climáticas. Thaís explicou ainda que o marco da iniciativa sempre foi a convivência com a seca. Uma das formas de aprender qual seria a melhor forma de lidar e se adaptar às mudanças climáticas foi através de conversas com agricultores que sobreviveram a longos períodos de estiagem. Dois deles estão no livro "Adapta Sertão".

Ainda durante o lançamento do livro, Thaís Corral ainda anunciou que vai doar à Fundaj a produção da Agenda 21. O documento estabelece a importância do comprometimento social com o desenvolvimento sustentável e os problemas socioambientais.

Navegando em: :: Outras Notícias Fundaj discute desenvolvimento sustentável no Sertão