Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Exposição coloca arte de mestres e alunos lado a lado na Fundaj

 Da madeira, passando pelo barro, xilogravura, cinema de animação, marchetaria, cana brava, e pelas tradicionais máscaras de papangu. As oficinas que deram vida à criatividade de mais de 400 pessoas ao longo de três meses de projeto Mestres dos Saberes, realizado pela Fundação Joaquim Nabuco, em parceria com o Ministério da Educação, apresentam em exposição, a partir desta sexta-feira (18), os resultados da interação entre os alunos e vinte mestres e mestras símbolos da cultura popular de Pernambuco.  

A exposição leva até a Galeria Waldemar Valente, no Museu do Homem do Nordeste (Muhne), cerca de 80 peças com as obras destes artesãos apresentadas lado a lado dos objetos criados pelos alunos ao longo das oficinas que ensinaram arte e cultura popular em interação entre crianças e adultos. Outras obras dos mestres estarão expostas e poderão ser adquiridas na Feira de Artesanato, na área externa do Muhne. A programação do evento conta ainda com o Seminário Empreendedorismo no Artesanato, realizado no Cinema da Fundação/Museu, que abordará os desafios dos artesãos, com participação de representante do Sebrae. A programação faz parte das atividades da 16ª Semana Nacional de Museus.  

Para o ministro da Educação, Rosseli Soares da Silva, a realização do Mestres dos Saberes reflete o compromisso do Ministério em possibilitar uma aprendizagem plural e conectada com as tradições e inovações do povo brasileiro. "O ensino da arte realizado por mestres das tradições de Pernambuco é de suma importância para inserir esses atores nos processos educacionais formais e não formais. Esse é um tema bastante pesquisado nos diversos cursos de artes e ciências humanas nas Universidades brasileiras com inúmeros projetos sendo realizados", afirmou. 

A presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Ivete Lacerda, ressaltou a importância de encerrar o projeto com a exposição, misturando a arte dos mestres com a dos alunos " Sem dúvida, é uma forma de fechar com chave de ouro um projeto tão bonito, constituído pela essência da missão da Fundaj de disseminar o conhecimento. Além disso, ganhamos a oportunidade de mostrar a esses alunos a importância de manter viva a cultura popular pernambucana", destacou.  

O curador e organizador do Mestres dos Saberes, Afonso Oliveira, destaca a preservação desses conhecimentos como propulsor na criação de novos paradigmas. “Imagina uma criança que teve acesso à tecnologia, as redes, informações e pode fazer disso algo novo? Uma criança, por exemplo, que teve acesso a xilogravura e cinema, o que ela pode construir? Um aplicativo, uma música, uma infinidade de possibilidades, reflete.

A exposição Mestres dos Saberes segue até o dia 18 de junho.


Serviço: 
Data: Sexta-feira, 18 de maio de 2018
 
Seminário “Empreendedorismo no Artesanato”
 
Local: Cinema da Fundação/Museu
 
Horário: 9h
 

Abertura da Exposição Mestres dos Saberes & Fe
ira de Artesanato 
Local: Museu do Homem do Nordeste

Horário: a partir das 11h

Navegando em: :: Outras Notícias Exposição coloca arte de mestres e alunos lado a lado na Fundaj