Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Prédio da Fundaj no Derby recebe visita do ministro Mendonça Filho para acompanhamento das obras

O Edifício Ulysses Pernambucano, uma das unidades da Fundação Joaquim Nabuco, no bairro do Derby, recebeu a visita do ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta segunda-feira (15). Mendonça acompanhou o andamento da reforma acompanhado por engenheiros responsáveis pela restauração e se mostrou entusiasmado em constatar que “as obras estão em um ritmo bem acelerado e rumando para conclusão.”

O ministro destacou a importância em restaurar um veículo considerado patrimônio da cidade do Recife, principalmente pela cultura agregada à sociedade. “Estamos no coração da cidade, em um prédio público que tem um significado muito grande na cultura e no cinema pernambucano, além dos aspectos relativos à formação de bons quadros do nosso estado", afirmou.

Para o presidente da Fundaj, Luiz Otávio Cavalcanti, o Edifício Ulysses Pernambucano “é um potente polo de prestação de serviços culturais, porque terá, entre outras coisas, a Escola do Governo, sala de leitura para os estudantes e uma sala de exposição de arte.” "Essas atividades reafirmam a sua importância para efervescência artística e cultural do Recife", destacou. 

Engenheiro da Fundaj responsável pela gestão e fiscalização da obra, Gerlando Parisi afirmou que o atual progresso no andamento é de 85% e a entrega está prevista para o final de março. "A parte que está faltando é a finalização", apontou.

Ainda segundo o engenheiro, tudo no Edifício Ulysses Pernambucano é novo, até mesmo os materiais originais foram restaurados, porém, mantendo as mesmas características. Parisi destaca que o edifício mantém a arquitetura de sua origem e vai se misturar com a inovação de equipamentos como a Escola de Inovação e Políticas Públicas - EIPP, que contará com tecnologia de ponta em função da educação. “Terão projetores, televisões, mesas redondas, algo bem diferente”. Além disso, o prédio, que já abrigou a histórica Escola de Aprendizes Artífices de Pernambuco, também contará com bicicletários, vestiários e refeitórios, além de mais um café para funcionários.

Outra novidade para engenheira elétrica Ana Luiza de Barros é a garantia de “energia ineterrupta” no cinema, elevadores e equipamentos de combate a incêndios, por meio do gerador instalado, e de um desempenho tecnológico eficiente, assegurado pelo sistema de Tecnologia da Informação. “Ver a obra quase terminada é a realização de um sonho. Quer dizer, a gente conseguiu inovar sem descaracterizar um prédio histórico como este. É o antigo no novo”, apontou.

Ao ser reinaugurado, o prédio também voltará a funcionar como Centro Audiovisual Norte e Nordeste (Canne), Galeria Vicente do Rego Monteiro, a Massangana Produções Audiovisuais e Educacionais (MMP) e Biblioteca Nilo Pereira. Além da Unidade Central da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Meca) e da Coordenação Administrativa e Financeira (Coex).

Navegando em: :: Outras Notícias Prédio da Fundaj no Derby recebe visita do ministro Mendonça Filho para acompanhamento das obras