Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Com show do Quinteto Violado, espetáculo natalino é apresentado durante Cantata

Uma celebração de ritmos nordestinos e natalinos aconteceu na noite desta quinta-feira na Fundação Joaquim Nabuco durante a terceira Cantata Natalina promovida pela instituição. O encontro teve o show do Quinteto Violado, que lançou um CD em comemoração aos 46 anos de carreira, dos corais da Igreja Presbiteriana da Encruzilhada e da Igreja Presbiteriana Esperança, além do pastoril do Colégio Jesus Crucificado.   

O espetáculo começou com a apresentação do pastoril formado por 20 crianças que encenaram antigas canções natalinas. O palco foi montado em frente ao Casarão Francisco Ribeiro Pinto Guimarães, na sede da instituição. “Temos um compromisso com a cultura, por isso é importante conviver, aprender e compartilhar os ritmos nordestinos”, afirmou Luiz Otávio Cavalcante, presidente da Fundaj.

O encontro também marca uma data importante na carreira do Quinteto Violado. Há 46 anos, o grupo mescla ritmos e sons tipicamente nordestinos, gerando uma musicalidade própria e contagiante até hoje. Durante a Cantata, o Quinteto lançou o CD em comemoração aos anos que está na estrada. “Lançamos esse disco com o apoio da Fundaj. É muito importante divulgar o trabalho em um local que sempre preza pela cultura”, afirmou o tecladista Dudu Alves. “Chamamos alguns amigos, como Nádia Maia e Ed Carlos, para celebrar esse momento importante”, completou o baterista Roberto Medeiros. 

Os registros das primeiras cantatas estão datados desde o século 4. Desde esse período, as festas de final de ano sempre continuaram com essa trilha sonora. Para  Ângelo Filizola, responsável pelo espetáculo, o evento promovido pela Fundação é fundamental para continuar uma tradição que existe há muitos anos. “Fizemos um roteiro musical pensando na animação do espetáculo. É uma confraternização para a população que gosta do natal.”

Já as irmãs Maria Helena Clericuzi e Elza Clericuzi aproveitaram a Cantata para celebrar em família. É a primeira vez que Maria Helena veio à Fundação para assistir a um evento. “Gostei muito e é uma oportunidade de conhecer os talentos da cultura pernambucana. Eu também gosto muito de festejar a época natalina com a minha família”, ressaltou.

Navegando em: :: Outras Notícias Com show do Quinteto Violado, espetáculo natalino é apresentado durante Cantata