Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Vencedor do Desafio Município Inovador será conhecido sexta-feira (08)

O grande vencedor do Desafio Município Inovador, promovido pela Escola de Inovação e Políticas Públicas (EIPP) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj/MEC), será conhecido nesta sexta-feira (08). Desenvolvido para identificar e incentivar ideias inovadoras na educação, o prêmio dará à equipe campeã o equivalente a R$ 100 mil em cursos e consultorias para apoiar a implementação do projeto vencedor. O anúncio será feito pelo Ministro da Educação, Mendonça Filho, no Cinema da Fundação em Casa Forte, a partir das 9h.

O diretor da EIPP, Felipe Oriá, destaca a qualidade dos projetos recebidos ao longo do processo. “Nós recebemos ideias vindas de todas as regiões de Pernambuco, do litoral ao sertão, e todas com alto potencial de se transformar em políticas públicas e melhorar o ensino público nos municípios. As equipes finalistas se destacaram ao longo do processo e vão representar muito bem toda a rede de inovação que se formou em torno do Desafio Município Inovador”.

Após passarem por uma série de fases e capacitações, quatro projetos seguem na disputa. Dois deles, dos municípios de Ipojuca e Triunfo, propõem iniciativas de resgate e valorização da cultura negra. “Trabalhar essas questões faz a gente oportunizar aos nossos estudantes a possibilidade de vivenciar a valorização da cultura negra, como também permite formar nossos professores e prepará-los para atuarem nas várias disciplinas”, destacou Ana Célia Feitoza, representante do projeto Identidade Cultural Negra na Escola.

Professor de matemática, Jefferson Pereira integra equipe do projeto Consciência, Cor e Arte e destaca o foco na autoestima dos estudantes. “Com esse projeto, a gente busca mudar a realidade a partir da autoestima dos alunos, que vêm de comunidades quilombolas, para que possam se reconhecer enquanto negros e valorizar a sua cultura”.

Os outros dois projetos finalistas focam em questões docentes, proporcionando a capacitação de alunos e professores. Representando a cidade do Recife, o “Estudante Monitor” vai permitir que os próprios alunos auxiliem os colegas na atividade escolar. “Estamos refletindo o fazer de novas práticas para pensar educação num formato diferente e inovador. O projeto Estudante Monitor vem pensar o problema da retenção escolar e estamos fazendo um projeto maduro para colocar em prática em 2018”, explicou Ana Márcia de Sousa, gerente de Educação Integral e Anos Finais da Prefeitura do Recife. 

O secretário de Educação de Feira Nova, Claudison Vieira, destacou as características do projeto Imersão Docente. “É uma parceria entre a universidade e o município, visando simultaneamente formar os professores que estão saindo da universidade e aqueles que já tem vivência em sala de aula”.

Para definir o campeão as equipes apresentam seu projetos para a Comissão Avaliadora, formada por profissionais que atuam diretamente com as temáticas abordadas nos projetos. Um deles é o especialista em Políticas Públicas Pedro Cavalcante, que também lançará o livro “Inovação no Setor Público: teoria, tendências e casos no Brasil”, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Ao todo 64 projetos de 38 municípios se inscreveram no Desafio Município Inovador.

Navegando em: :: Outras Notícias Vencedor do Desafio Município Inovador será conhecido sexta-feira (08)