Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Fundaj arrecada presentes para idosas de abrigos do Recife

Na Associação Espírita Casa dos Humildes, em Casa Forte, Zona Norte da cidade, solidariedade é o item mais importante da lista de pedidos de natal neste final de ano. Hidratante, colônia, chapéu, calcinha. Essas são algumas das opções escolhidas pelas idosas que vivem no local. Pensando em realizar esses desejos, pelo segundo ano consecutivo, a Fundação Joaquim Nabuco promove a campanha "Natal Feliz". As doações poderão ser deixadas até o dia 17 de dezembro, na sede da Fundaj, na Avenida Dezessete de Agosto, 2187, em Casa Forte. 

Fundada em 1965, atualmente, o lar abriga 26 idosas que sobrevivem de doações. “Recebemos a ajuda do público e sobrevivemos assim. Além dos pedidos delas, que é o nosso foco, quem puder doar material de limpeza e alimentos será ótimo. Estamos precisando bastante”, comentou Danielle Eugênia, auxiliar administrativa, que trabalha no local há 7 anos.


Gercina Soares da Cruz, de 100 anos, é a idosa mais velha do abrigo. De acordo com Danielle, ela chegou no ano de 2012 e recebe visitas de sobrinhos. “Eu não tenho que reclamar. Aqui é o meu lugar, onde vou viver até os últimos dias de minha vida”, disse. Ao ser questionada sobre o presente de final de ano, Gercina contou alegre que qualquer lembrança já estaria ótimo. “Eu não tenho muita coisa para escolher não, qualquer presente me deixará feliz”, acrescentou.

No Abrigo Espírita Lar de Jesus, também localizado na Zona Norte da cidade, as 28 idosas também sobrevivem com a ajuda das pessoas. A voluntária do local Lêda Maria Bandeira, de 65 anos, conta que a falta de material para higiene é a maior necessidade no momento. “Sabonete líquido, creme para pentear, pomada para assadura e luva de procedimento. Esses são alguns dos nosso produtos que acabam mais rápido, por isso, estamos precisando tanto”, disse.

As visitas no abrigo podem ser feitas no horário das 9h às 11h ou 14h às 16h. “Reservamos duas horas em cada turno do dia para as pessoas realizarem visitas. Não precisa realizar qualquer agendamento. Inclusive, recebemos doações nesses horários de visitas também”, acrescentou a voluntária.

Navegando em: :: Outras Notícias Fundaj arrecada presentes para idosas de abrigos do Recife