Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Curso de pós-graduação da EIPP/Fundaj vai atuar como incubadora de projetos

O que você acha de fazer uma pós-graduação e, ao invés de apenas estudar a teoria, desenvolver um projeto de intervenção que pode realmente ser aplicado na região em que vive? É com essa proposta que a Escola de Inovação e Políticas Públicas (EIPP) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj/MEC) lança a Especialização em Políticas Educacionais e Inovação.

Atuando como incubadora de projetos, a especialização vai apoiar, durante 10 meses, o desenvolvimento de iniciativas capazes de gerar impacto direto na educação dos municípios pernambucanos e estados vizinhos. A ideia, como explica o coordenador-geral da EIPP, Vinícius Werneck, é que os alunos atuem como protagonistas do aprendizado, executando na prática o projeto de intervenção.

“A Especialização em Políticas Educacionais e Inovação foi planejada com o que há de mais moderno em termos de metodologia de ensino. O nosso objetivo é que os alunos realmente desenvolvam projetos que possam ser incorporados em prefeituras e secretarias de educação, promovendo avanços significativos na educação pública”, explicou. Durante o curso, os alunos serão orientados por professores com experiência nas mais importantes universidades nacionais e internacionais, como a Universidade de Harvard (EUA), Oxford (Inglaterra) e a Universidade de Genebra (Suíça).

Mestre em Políticas Públicas, o diretor da EIPP, Felipe Oriá, conduzirá a Disciplina Integradora, responsável por alinhar toda a grade curricular ao projeto de intervenção. “Ao se inscreverem no curso, os candidatos já propõem um pré-projeto com foco em um problema específico na educação pública. No decorrer da especialização, nós vamos viabilizar a implementação das ideias que forem selecionadas, fazendo, inclusive, a ponte entre os alunos e as secretarias interessadas”, disse.

Como explica a coordenadora do curso, Romerita Farias, a especialização será divida em quatro etapas: diagnóstico; desenho; intervenção e avaliação; e conclusão. É já no fim da segunda fase que os alunos apresentam seus projetos aos secretários e prefeitos. “O importante na especialização é essa parceria da Escola com os municípios, para que o município seja de fato um parceiro e contribua para a viabilidade da implementação do projeto na sua cidade. Acaba que a Escola é a grande catalisadora dessas ações e você, enquanto aluno, pode ver que o que você está fazendo, de fato está sendo implementado e está gerando um impacto”, ressaltou.

A Especialização é gratuita e as inscrições devem ser realizadas no site da EIPP (eipp.fundaj.gov.br/especializacao) até o dia 10 de novembro. São oferecidas 30 vagas e as aulas iniciam em março de 2018, no campus Derby da Fundação Joaquim Nabuco.

Dúvidas podem ser tiradas no e-mail cac.lato@fundaj.gov.br ou nos seguintes telefones: (81) 3073-6634 e (81) 3073-6635.

Navegando em: :: Outras Notícias Curso de pós-graduação da EIPP/Fundaj vai atuar como incubadora de projetos