Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Fundação Joaquim Nabuco promove Oficinas Deliberativas sobre Gênero e Relações Étnico-Raciais

O programa institucional “Educação e Relações Étnico-Raciais” da Fundação Joaquim Nabuco, numa atividade de pesquisa e articulação coordenada juntamente com o Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Universidade do Estado do Pará, realizará, na cidade de Belém (PA), duas Oficinas Deliberativas sobre “Gênero e Relações Étnico-Raciais” (21/08 e 22/08) e duas Oficinas Deliberativas sobre “Pluralismo Religioso e Relações Étnico-raciais” (24/08 e 25/08). As atividades acontecerão das 9h às 17h, no auditório Paulo Freire, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da UEPA – Universidade do Estado do Pará – Tv. Djalma Dutra, 156 - Telégrafo, Belém – PA.

Semelhantemente, numa atividade de pesquisa e articulação coordenada juntamente com o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Afrobrasilidade, Gênero e Família – NUAFRO, da Universidade Estadual do Ceará, a Fundaj também realiza duas Oficinas Deliberativas sobre “Gênero e Relações Étnico-Raciais” em Fortaleza (CE), nos dias 17 e 18 de agosto. As atividades acontecerão das 9h às 17h, no mini auditório do CESA - Centro de Estudos Sociais Aplicados da UECE (Campus do Itaperi), sito à Av. Dr. Silas Munguba, 1700, Fortaleza – CE.

Por meio das Oficinas, a Fundaj, objetivando estimular o maior envolvimento entre a sociedade civil, academia, grupos religiosos e agentes políticos em processos de participação social nos sistemas nacionais setoriais de políticas públicas, está promovendo uma maior interlocução entre pessoas e coletivos que atuam em igrejas, movimentos e organizações sociais, assim como operadores de políticas públicas de direitos humanos, sobre as temáticas de gênero e pluralismo religioso e das relações étnico-raciais.
O modelo desta atividade permite aos participantes analisarem um problema (normalmente uma questão de relevância pública e polêmica) a fundo e exporem-se a diferentes pontos de vista, experiências e concepções de mundo. Durante a realização do evento, procura-se, ao menos, definir uma “agenda afirmativa” de diálogo, que os participantes poderão levar adiante por sua própria iniciativa.

A metodologia não visa à obtenção de consenso e não produzirá necessariamente algum compromisso por parte dos participantes, mas espera-se que possa conduzir a resultados concretos (na forma de recomendações a agentes públicos, de identificação de pontos sensíveis ou de uma agenda para atuação conjunta). 

As atividades são registradas em vídeo e áudio, pela Massangana Multimídia Produções, e diversos pesquisadores ligados ao projeto produzirão análises a serem divulgadas ou publicadas oportunamente. Também deverá ser produzido um documentário de todo o projeto (que inclui ainda oficinas realizadas em Recife, Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Brasília, Goiânia, São Paulo, São Leopoldo, Porto Alegre e Fortaleza).

Os interessados em mais detalhes podem entrar em contato com os coordenadores do projeto: Prof. Dr. Joanildo Burity (joanildo.burity@fundaj.gov.br) e Prof. Dr. Robson Souza (robson.souza@fundaj.gov.br).

Joanildo Burity (Fundaj), Robson Souza (Fundaj/ DCR-CNPq-Facepe), Manoel Moraes (UEPA), Lilian Conceição (UPE) e Anna Luiza (UFPE) (Equipe responsável pela organização do evento em Belém).

Lilian Conceição (UPE), Anna Luiza (UFPE), Joanildo Burity (Fundaj), Robson Souza (Fundaj/ DCR-CNPq-Facepe) e Zelma Madeira (UECE) (Equipe responsável pela organização do evento em Fortaleza)

Navegando em: :: Outras Notícias Fundação Joaquim Nabuco promove Oficinas Deliberativas sobre Gênero e Relações Étnico-Raciais