Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Exposição da artista Ana Hupe ocupa a Galeria Massangana

Uma das exposições vencedoras do edital de Residências Artísticas 2017, Muito futuro para uma só memória, da artista Ana Hupe, ocupa a Galeria Massangana a partir do próximo sábado (8/7), às 16h.

A história não contada de Maria Francisca da Conceição é o ponto de partida desta exposição, que supõe narrativas para um passado apagado. Maria Francisca bateu à porta da casa da bisavó da artista em 1925, no município de Arcoverde (PE), pedindo emprego, sem documentos e sem saber sua data de nascimento. A partir daquele dia, trabalhou na casa da família por toda a vida, sem nunca mencionar seu passado.

Em Muito futuro para uma só memória, o silêncio de Maria Francisca da Conceição é atualizado por conversas com quatro mulheres africanas imigrantes, residentes no Recife e pelo encontro com mulheres quilombolas e indígenas. Em formato de vídeo, fotografias e objetos, a exposição, ao evocar a entidade Maria Francisca da Conceição, mistura tempos memoráveis, ficcionais e diaspóricos.

Durante a residência, Ana seguiu em expedição ao Sertão a fim de buscar as brechas de resistência desta narrativa desvanecida. Em seu roteiro inicial, figurava o município natal de Maria Francisca, São José de Belmonte, mas, conforme aconteciam partilhas e conversas, a viagem se estendeu às cidades de Mirandiba, Carnaubeira da Penha, ao quilombo Conceição das Crioulas e à aldeia Atikum – locais em que foram ouvidas, sobretudo, vozes da resistência feminina.

A exposição é composta por núcleos instalativos, como capítulos da vida atualizada, revista e ampliada de Maria Francisca da Conceição.

Crowdfunding

Também faz parte da exposição uma ação para arrecadação de 03 mil reais para a instalação de um poço de 60 metros em parte no terreno do quilombo Conceição das Crioulas, que está sob cuidados de Maria de Lourdes. Se houver água naquele terreno, o sustento daquela família e, por extensão, da comunidade, vai melhorar muito. Cobra-se 56 reais por metro de poço cavado. A vaquinha será realizada ao longo da exposição para construção do poço no momento em que se atingir o valor completo.

 

 

SERVIÇO

Exposição Muito futuro para uma só memória, de Ana Hupe
Fundação Joaquim Nabuco, 2187, Casa Forte
Galeria Massangana
Abertura: Sábado, 8 de julho, às 16h
Visitação: 8 a 30 de julho
Entrada: Gratuita 

Navegando em: :: Outras Notícias Exposição da artista Ana Hupe ocupa a Galeria Massangana