Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Fundaj marca presença na maior exposição mundial de arte em Atenas

 

A Fundação Joaquim Nabuco será representada pelo pesquisador Moacir dos Anjos (Fundaj) na 14ª Documenta, exposição considerada, mundialmente, a maior de arte contemporânea que ocorre a cada cinco anos.

O pesquisador visitará a primeira etapa da 14a edição que tem abertura marcada para 06 de abril. O convite partiu do Centro Cultural Brasil Alemanha (CCBA) que tem uma relação de longa data com a Fundaj em termos de parcerias culturais.

Segundo Moacir, Inicialmente, o convite seria para visitar a segunda parte da Documenta, que ocorrerá em Kassel. Contudo, como já havia aceitado outro convite para ir à cidade no próximo mês de junho o convite do CCBA se transformou para ir a Atenas. Desse modo, terá condições de visitar as duas partes da exposição.

“Minha ida à Kassel, em junho, para visitar a segunda parte da Documenta, é resultado do convite do Dynamic Encounters, uma empresa cultural que organiza viagens aos grandes museus de arte e as grandes mostras de arte em todo o mundo. Eu irei para Kassel como tutor e palestrante convidado” explicou.

A Documenta foi criada no início da década de 1950, como parte do esforço da Alemanha, no pós-guerra, de redefinir sua imagem perante o mundo. Ao longo do tempo, ela se firmou como o mais importante evento do gênero, atraindo a atenção de artistas, curadores, historiadores e público em geral para o que é exibido nela.

Desde o seu início, a Documenta é realizada na cidade de Kassel, na Alemanha. Nas suas edições mais recentes, contudo, tem sido frequente que parte da mostra ocorra em outras cidades e países. Na edição passada (2012), parte dela aconteceu no Afeganistão.

Para Moacir dos Anjos sua ida à mostra é de extrema importância, pois as experiências recebidas certamente irão impactar positivamente na elaboração de projetos de pesquisa e de exposição, nessa área, na Fundaj.

“Por ser considerada a mais importante mostra de arte contemporânea, visitar a Documenta permite uma atualização do que de mais instigante se faz no mundo nesse campo. Por acontecer em um intervalo de cinco anos entre suas edições, é uma mostra que apresenta projetos artísticos desenvolvidos no longo prazo, fruto de pesquisas alongadas”, completou.

Na edição presente, parte dela ocorrerá na cidade de Atenas, na Grécia e terá como tema: Aprendendo com Atenas. Serão abordados assuntos como, os processos de migração em curso no mundo e a crise de refugiados associada a esses processos, em particular aqueles que ocorrem no norte da África, Oriente Médio e Sul da Europa. A maior parte da exposição será realizada no Museu Nacional de Arte Contemporânea da Grécia, recém-inaugurado.

Navegando em: :: Outras Notícias Fundaj marca presença na maior exposição mundial de arte em Atenas