Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

O pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, Wilson Fusco, foi agraciado com uma bolsa de pesquisa do CNPq, por sua produção acadêmica

O pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, Wilson Fusco, foi agraciado com uma bolsa de pesquisa do CNPq, por sua produção acadêmica. Ele foi o segundo pesquisador da Fundaj a ganhar essa bolsa. O primeiro foi o pesquisador Joanildo Burity.   

Todos os pesquisadores do país podem concorrer à bolsa produtividade, e ela é concedida a pesquisadores de várias  áreas de estudo, de diversas disciplinas, como a demografia, o planejamento urbano e a arquitetura, entre outras. “A minha área foi a demografia”, explicou Wilson Fusco.

Fusco disse que os pesquisadores fazem um projeto para concorrer a essa bolsa, e que tem um grupo que avalia, e o grupo vai levar em conta a sua produção passada: pela quantidade de pesquisas que realizou, artigos que escreveu,  livros que publicou, as participações em bancas examinadoras de  mestrado e de doutorado, etc..

“Na minha situação, ter participado de direção de um órgão responsável por trabalhos na área da demografia na América latina, foi importante para eu ter ganho a bolsa, e,  também, pela formação de recursos humanos em serviços nacionais e internacionais”, comentou o pesquisador da Fundaj.

Fusco ainda disse que “ao conseguir a bolsa produtividade, o pesquisador pode receber ela por três anos, e renová-la, se tiver produção para isso.

Segundo Wilson Fusco, “eles levaram em conta que eu fiz um doutorado sanduiche nos Estados Unidos, e que enquanto eu estava já aqui, na Fundaj, eu fiz o meu pós-doutorado na França, eque  agora vou encaminhar o meu pós doutorado em Portugal”. Para o pesquisador, “Tudo eles relacionam, e essa relação de pesquisas com, e em,  instituições de outros países, é importante”.

Navegando em: Home