Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Histórico


A Coordenação Geral de Estudos Educacionais (CGEE), órgão da Diretoria de Pesquisas Sociais da Fundação Joaquim Nabuco, foi criada em setembro de 2003 para desenvolver pesquisas no campo da educação, com ênfase na avaliação das políticas públicas. Desta forma, a criação da CGEE está relacionada tanto ao cumprimento da missão institucional - promover estudos e pesquisas no campo das ciências sociais (Estatuto da Fundaj, Art. 2º), como à necessidade de dar continuidade ao legado do antigo Centro Regional de Pesquisas Educacionais - CRPE, instituição concebida por Anísio Teixeira para ser um dos cinco centros regionais do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais. O CRPE, fundado em 1956 e inicialmente dirigido por Gilberto Freyre, representou um marco dos mais relevantes para a afirmação da pesquisa educacional como parte indissociável à elaboração e gestão da política educacional no Brasil. Quando foi extinto, em 1975, o CRPE foi incorporado ao então Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, e, a partir de 1980, transformou-se, na Fundação Joaquim Nabuco, no denominado Departamento de Educação, ativo no período 1980-1995.

Atualmente a CGEE vem consolidando o desenvolvimento de duas linhas de pesquisa:

:: Políticas Públicas da Educação Básica, com pesquisas dedicadas à análise e avaliação de políticas públicas governamentais e não-governamentais para a Educação Básica: das macropolíticas às micropoliticas educacionais considerando a territorialização de políticas públicas.

:: Educação, Sociedade e Cultura, com o estudo das questões relativas à Educação nas suas relações com saberes, culturas e práticas sociais presentes em diferentes etnias, grupos etários, de gênero e outros, bem como as repercussões dessas relações na construção de projetos de memórias e identidades coletivas e/ou nas trajetórias educativas/escolares de sujeitos e grupos em diferentes espaços sociais.

 No desempenho de sua missão institucional a Coordenação Geral de Estudos Educacionais (CGEE) vem promovendo bianualmente o Encontro de Pesquisa Educacional em Pernambuco, que chega, em 2010, à sua 3ª edição.

 A 1ª edição do EPEPE foi realizada nos dias 4 e 5 de dezembro de 2006, levando o tema "A pesquisa educacional em Pernambuco: desafios e perspectivas". Nessa iniciativa pioneira, o EPEPE contemplava duas formas de participação: Mesas Redondas, para os pesquisadores e Exposição de Pôsteres para os pesquisadores em formação.

 O II EPEPE, realizado em 1 a 3 de dezembro de 2008, representou um avanço significativo como evento de apresentação e intercâmbio entre pesquisadores da área da educação em Pernambuco, reunidos sob o tema "Objetos de Investigação e Inserção Social". Os trabalhos foram organizados em torno de sete Eixos Temáticos: 1) Currículo: teoria, práticas e políticas; 2) Educação e diversidade cultural; 3) Educação e memória; 4) Educação e movimentos sociais; 5) Ensino e aprendizagem; 6) Formação de Professores; 7) Política e Gestão Educacional. Por consequência, abriu-se espaço para a apresentação de 55 comunicações orais; exposição de 45 pôsteres e realização de 8 mesas redondas. Esta edição foi marcante também pelo modelo de organização, transformando em parceria efetiva o que antes era uma articulação com as universidades sediadas em Pernambuco: UFPE, UFRPE, UPE e a UNICAP.

 A realização do III EPEPE em 2010 caminha no sentido de consolidar a visibilidade do campo da pesquisa em educação, ampliando as oportunidades para a socialização das pesquisas educacionais realizadas pelas instituições de ensino superior e de pesquisa, a começar pelas instituições parceiras na organização - FUNDAJ, UFPE, UFRPE, UPE e a UNICAP, e ampliando, também, a participação aos pesquisadores de outras instituições e de outros estados brasileiros.
 

Navegando em: EPEPE