Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Perfil do novo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Paulo Rubem Santiago

Paulo Rubem Santiago (59 anos – 17.07.1955) é natural do Rio de Janeiro (RJ). Chegou a Pernambuco aos 17 anos, e formou-se em Educação Física pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1976, quando começou, politicamente, a militar no movimento estudantil. É professor da UFPE há trinta e cinco anos, com experiência sindical (foi um dos fundadores da CUT) na área de educação (ex-dirigente sindical da educação básica e do ensino superior). 

Em 1979, Paulo Rubem foi eleito presidente da Associação dos Professores do Ensino Oficial de Pernambuco (APENOPE), atual Sintepe. De 1983 a 1984, ocupou o cargo de diretor-secretário da Associação dos Docentes da UFPE.

Quando da fundação do Partido dos Trabalhadores, em 1980, foi um dos primeiros candidatos pelo partido a um cargo eletivo, ao de vereador pelo Recife, em 1982, só conseguindo se eleger para o primeiro cargo público em 1992 (dez anos depois de disputar a sua primeira eleição), como o vereador mais votado do Recife, com 6.518 votos. Dois anos depois, em 1994, foi eleito deputado estadual, na 34ª posição, com 19.598 votos, sendo reeleito em 1998.

Tentou, por três eleições seguidas (nos anos de 2000, 2004 e 2008), se eleger prefeito do município de Jaboatão dos Guararapes (PE), sem sucesso, não tendo assumido, deste modo, um cargo executivo. Porém, na área parlamentar, exerceu, por três mandatos seguidos o cargo de deputado federal.

Em 2002, foi eleito deputado federal, na 9ª colocação, com 91.881 votos, sendo reeleito em 2006. Integrou a Comissão de Assuntos Educacionais e foi um dos responsáveis pela elaboração dos programas de governo do então presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (2002-2010). Passou 28 anos no PT, saindo em 2007, quando se filiou ao PDT.

Na Câmara Federal, integra a Frente Parlamentar de Combate à Corrupção, as Comissões de Educação e Cultura, de Segurança Pública e de Direitos Humanos, e é membro da Comissão Especial do Novo Plano Nacional de Educação (PNE 2011- 2020), sendo ainda relator setorial sobre financiamento da educação. Foi membro, ainda, em 2009, da Comissão Mista de Orçamento, Planos e Fiscalização do Congresso Nacional. Além disso, acompanha o desenvolvimento anual da arrecadação e da execução do Orçamento, fazendo eventuais correções ao longo do ano. A comissão vota o Plano Plurianual, com metas a serem atingidas nos quatro anos seguintes; a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que estabelece os parâmetros do Orçamento; e a Lei Orçamentária Anual, que organiza as receitas e despesas que o governo terá no ano seguinte.

É atualmente suplente na Comissão de Seguridade Social e Família. Milita, há anos, e estuda a área de Orçamento, Finanças Públicas e Política Macroeconômica. Paulo Rubem apoiou e defendeu a Lei Ficha Limpa (nº 135/2010) na Câmara Federal, que foi aprovada por unanimidade em 2010. Está na lista dos parlamentares mais influentes do Congresso Nacional na publicação “Cabeças do Congresso”, divulgada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), em agosto de 2013. Em 2010, na edição 2010 da pesquisa do Diap, foi indicado como um dos parlamentares em ascensão. Segundo o Departamento, Paulo Rubem Santiago destaca-se como debatedor.

 

 

 

 

 


Navegando em: :: Outras Notícias Perfil do novo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Paulo Rubem Santiago