Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Microfilme, coleção, catálogo

Rita de Cássia Araújo
Diretora de Documentação

APRESENTAÇÃO

No em que comemora 60 anos de existência, a Fundação Joaquim Nabuco ganha o Acervo de Microfilmes da Fundação Joaquim Nabuco Catálogo, elaborado por Teresa Cristina Carneiro Leão, com a colaboração de Maria Falcão S. da Cunha. Fruto do empenho de quem dedicou boa parte de sua vida ao bem do público,o Catálogo condensa o resultado de mais de trinta anos de ininterrupto trabalho desenvolvido pela Instituição, apresentando listagem de títulos de periódicos, de documentos históricos manuscritos e impressos e obras avulsas reproduzidos em microfilme, com a finalidade de preservar raras e preciosas fontes de pesquisa e de tornálas acessíveis ao pesquisador.

O Catálogo registra documentos reproduzidos pela Instituição até dezembro de 2007, não contemplando portanto a documentação microfilmada após aquela data, a exemplo dos 207 títulos de periódicos raros, pertencentes ao acervo do Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, ação que integrou o Projeto 200 Anos da Imprensa no Brasil desenvolvido em 2008.Esse esforço institucional, todavia, ressentia-se de um instrumento que o trouxesse a luz e que revelasse aos leitores e pesquisadores a riqueza do acervo, expressa na diversidade temática, na variedade tipológica e na abrangência histórico-temporal dos documentos microfilmados, além do atributo de raridade de que muitos estão revestidos, constituindo, alguns, registros únicos cujos originais se perderam definitivamente ou se encontram impossibilitados de manuseio face ao péssimo estado de conservação.

As atividades de microfilmagem no então Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais tiveram início nos primeiros anos da década de 1970, com a reprodução de parte da sua documentação administrativa. Em 1978, com o ingresso da Fundação no Plano Nacional de Microfilmagem de Periódicos Brasileiros, essa técnica já secular de preservação de documentos adquiriu novas feições e voltou-se também para a microfilmagem de documentos históricos.Lançado pela Biblioteca Nacional, o Plano previa a microfilmagem de periódicos raros de valor histórico-social editados em diversos estados do País.

A Fundação ficou responsável pelo trabalho de seleção dos periódicos a serem reproduzidos, levantados entre as instituições locais detentoras de arquivos históricos — Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano; Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano; Faculdade de Direito (UFPE); Biblioteca Pública do Estado e a Associação Comercial de Pernambuco — e pela microfilmagem dos títulos elencados. O Diario de Pernambuco — fundado em 1825, sendo o mais antigo em circulação na América Latina — constituiu marco simbólico dessa nova fase da microfilmagem na Instituição.Desde 1978, portanto, a Fundação Joaquim Nabuco mantém sistematicamente o trabalho de microfilmagem de documentos do seu arquivo administrativo e de documentos históricos pertencentes ao acervo da Instituição e de terceiros.

São títulos de obras e de periódicos raros e documentos históricos diversos que foram copiados ao longo dos anos, alguns como parte de projetos de pesquisas ou editoriais específicos; outros, atendendo a demandas pontuais de pesquisadores ou adquiridos por doação. Tudo isso foi formando o pecúlio que ora se encontra disponível à consulta na Fundação Joaquim Nabuco e que o leitor poderá conferir folheando o Catálogo, verdadeiro convite que Teresa Carneiro Leão faz aos interessados em realizar novas investigações históricas. O Acervo de Microfilmagem da Fundação Joaquim Nabuco- Catálogo cumpre a missão institucional da Fundação Joaquim Nabuco e de sua Diretoria de Documentação, em particular, de oferecer ao público informações precisas e sistematizadas sobre o acervo da Instituição, contribuindo para a eficácia e agilidade do desenvolvimento da pesquisa.

Missão institucional particularmente voltada para a preservação e a valorização do patrimônio histórico-cultural e a disseminação da informação, garantindo às gerações presentes e futuras o acesso às fontes de pesquisa, base para a análise crítica e para a renovação do conhecimento científico e de outros gêneros.

:: Consulte o catálogo completo,
Faça o download do arquivo em pdf.

Navegando em: Home