Fundação Joaquim Nabuco

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Esdras Farias

Virgínia Barbosa
Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco

APRESENTAÇÃO

Por ocasião dos 120 anos de nascimento de Esdras Farias (1889-1955), a serem comemorados no dia 20 de novembro de 2009, a bibliotecária Virgínia Barbosa elaborou um importante inventário documental sobre a extensa e hoje pouco conhecida produção, em verso e prosa, do poeta e jornalista recifense.

Baseando a sua pesquisa no acervo da Fundação Joaquim Nabuco, referenciou poesias, crônicas e matérias de autoria do poeta, reunindo e organizando um vasto material, até então disperso em dezenas de periódicos recifenses do início do século XX.

Com uma extensa e profícua produção, escrevendo também sob treze pseudônimos (ver item 3), Esdras colaborou com mais de uma centena de periódicos pernambucanos, de 1910 a 1954, como mostra o Roteiro Jornalistico (itens 4 e 4.1) elaborado por Virgínia.

Além de revistas e jornais recifenses, foi colaborador da imprensa de outros municípios de Pernambuco, como A Serra (Timbaúba), O Gravataense (Gravatá), Folha de Pesqueira, Correio de Moreno, Folha do Sertão (Sertânia), Olinda: Revista Ilustrada, Olinda Jornal, e responsável por colunas de notícias e crônica social, em jornais do Recife, dentre as quais podem ser destacadas Malaguetas, Isto e Aquilo (O Intransigente), Caraminholas, depois denominada De Bom Humor (A Província), Uma Vez por Outra e A Estação Balneária (Jornal do Recife), Página de Esdras Farias (Luar do Norte), Cultura do Passado (Vitrina); Rua, Mulher, seus Gestos, seus Sorrisos seus Perfumes (Rua Nova).

O trabalho apresenta ainda um inédito Caderno de Poemas, onde foram reunidos e transcritos quase trinta poemas e sonetos, dispersos em vários periódicos, assim como uma coletânea de fotografias e caricatura de J. Rodrigues, “garimpadas” no acervo.

Para facilitar a consulta foi elaborado um índice onomástico e biblionímico, remetendo para o número da referência, o que permite o acesso mais rápido a cada nome de pessoa, título de obra ou periódico incluído no inventário.

Com esse trabalho, a autora disponibiliza uma fonte de pesquisa fundamental para estudiosos e pesquisadores da literatura brasileira, em especial da pernambucana, e contribui com mais um inventário bibliográfico elaborado por técnicos da Biblioteca Central Blanche Knopf, que vem somar-se aos já disponíveis no link Catálogos & Boibliografias no portal da Fundação Joaquim Nabuco.

Recife, 11 de novembro de 2008

Faça o download do arquivo em pdf.

Navegando em: Home